pub

Bodyboard Feminino | Algarvia é também líder mundial

Joana Schenker Tetracampeã Europeia

Na Madeira, Joana Schenker revalidou o título europeu e reforçou a liderança mundial (®BodyboardGirlsExperience)
Na Madeira, Joana Schenker revalidou o título europeu e reforçou a liderança mundial (®BodyboardGirlsExperience)
pub

Joana Schenker (Associação de Bodyboard de Sagres) fez 3º lugar no Bodyboard Girls Experience, prova dos circuitos europeu e mundial de bodyboard feminino disputada na Ilha da Madeira. Com este resultado, a bodyboarder algarvia conquistou o quarto título europeu consecutivo de bodyboard feminino e reforçou a liderança no ‘ranking’ mundial.

O evento Bodyboard Girls Experience decorreu nos dias 19 a 24 de setembro. O título europeu ficou decidido sábado, 23 de setembro, quando Joana Schenker se apurou para as meias-finais e Teresa Almeida perdeu nos quartos-de-final. As irmãs Teresa e Maria Padreia também estavam nas contas do título e foram eliminadas na mesma ronda.

As primeiras duas rondas (‘oitavos’ e quartos-de-final) foram ‘stressantes’ para a atleta algarvia. “A vitória no Miss Activo (ver notícia) não me deu grande vantagem no circuito europeu. A prova na Madeira valia mais pontos. Havia mais adversárias na corrida e eu estava na outra metade do quadro, com concorrentes que me podiam prejudicar no europeu”, comentou Joana Schenker, ao Swell-Algarve.

A revalidação do título europeu foi o principal objetivo estabelecido por Joana Schenker para a presente temporada. Num circuito (feminino) com apenas duas provas, a margem de erro é mínima. A atleta algarvia garantiu o estatuto inédito de tetracampeã europeia ao passar para a primeira fase de meias-finais e a partir daí valeram as contas para o título mundial feminino, que está ao alcance da bodyboarder sagreira.

“3º lugar mundial já está garantido”

O plano desportivo de Joana Schenker para a temporada 2016/2017 alterou-se com a vitória, este mês, no Sintra Portugal Pro (ver notícia). A atleta algarvia assumiu aí liderança destacada no ‘ranking’ feminino do circuito mundial de bodyboard APB World Tour. O título mundial passou a ser um objetivo ao alcance.

O Bodyboard Girls Experience pontuou para os circuitos europeu e mundial femininos. Resolvido o título europeu nos quartos-de-final, as restantes fases da prova foram uma luta por pontos para o mundial… com vantagem para Joana Schenker.

A atleta algarvia fez melhor resultado que as suas duas únicas adversárias na luta pelo título mundial feminino – Isabela Sousa e Alexandra Rinder – e eliminou as duas na bateria que venceu na primeira fase de meias-finais (baterias com quatro atletas). Joana Schenker arriscou e completou uma onda que lhe valeu 9 pontos, aos quais somou ainda uma onda de 6,25 pontos, deixando a brasileira Neymara Carvalho em segundo (apurada), Isabela Sousa em 3º (eliminada) e Alexandra Rinder em 4º (eliminada).

Nas meias-finais ‘man-on-man’, Joana Schenker perdeu o duelo com Neymara Carvalho, que seria depois derrotada na final pela japonesa Sari Ohhara, vencedora do Bodyboard Girls Experience 2017. O 3º lugar de Joana Schenker na prova tem o valor acrescentado de ser melhor que o resultado das duas únicas bodyboarders que têm ainda possibilidades matemáticas de lutar pelo título mundial feminino.

Faltam duas provas para terminar o circuito mundial feminino – Nazaré Pro (3 a 12 outubro) e La Guancha Pro (14 a 28 outubro). Para conquistar o título mundial feminino, Alexandra Rinder tem de vencer uma prova e fazer 2º lugar na outra. Isabela Sousa tem de vencer as duas provas. “Se nenhuma delas for à final na Nazaré eu já sou campeã do mundo”, concluiu Joana Schenker.

Nunca um atleta masculino ou feminino português esteve tão perto de ser campeão do mundo de bodyboard, ou surf. “O meu ano está muito bom, mesmo que não melhore. Estou muito feliz com o título europeu. Era o grande objetivo do ano até ficar assim na liderança do mundial. O 3º lugar mundial já está garantido”, comentou Joana Schenker.

Recorde-se que a atleta algarvia concluiu o mundial do ano passado em 4º lugar e este ano já se sagrou tetracampeã nacional (por antecipação) e europeia de bodyboard feminino. Qual o segredo do sucesso? “Cada ano tem sido mais consistente. Tenho mais confiança naquilo que sei fazer. Já não vou para a água meio derrotada”, respondeu Joana Schenker.

Na próxima semana, o título mundial de bodyboard feminino pode ficar decidido na Nazaré e entregue a uma atleta portuguesa. Joana Schenker está tranquila. “Gosto da onda. E se estiver grande, aguento-me”, comentou.

Comentários