pub

Honuhele Surfboards

Pranchas SUP com Marca Algarvia

Guilherme Martins com algumas pranchas de SUP Honuhele, marca que criou em 2012 (®PauloMarcelino)
Guilherme Martins com algumas pranchas de SUP Honuhele, marca que criou em 2012 (®PauloMarcelino)
pub

Honuhele Surfboards é uma marca algarvia de pranchas de Stand Up Paddle (SUP). A marca distingue-se pelo design atrativo das pranchas e foi criada há três anos por Guilherme Martins, 37 anos de idade, ex-professor do 1º Ciclo que se afastou do Ensino e fixou-se em Portimão, para se dedicar ao mar. “A ideia é ter pranchas de qualidade, mais bonitas e a preços mais acessíveis”, explicou o empreendedor, ao Swell-Algarve.

Agastado com a profissão de docente, Guilherme Martins, natural de Coimbra, mudou de vida há seis anos. Fixou residência em Portimão e começou por explorar uma concessão de praia em Alvor. Foi durante essa experiência e devido à necessidade de adquirir pranchas para a concessão que Guilherme percebeu não haver “marcas com valores mais acessíveis e design mais bonito”.

Guilherme Martins criou a Honuhele com o objetivo de vender pranchas SUP modernas, mais bonitas e mais baratas (®PauloMarcelino)

Guilherme Martins criou a Honuhele com o objetivo de vender pranchas SUP modernas, mais bonitas e mais baratas (®PauloMarcelino)

Em 2010 começou a estar mais atento aos praticantes de desportos de mar com prancha e começou também a aprender Windsurf, desenvolvendo depois maior apetência pelo SUP. Cada vez mais apaixonado pelas ondas e sem esquecer as deficiências que detetou no mercado SUP, Guilherme Martins decidiu criar uma marca própria.

“A ideia começou em 2012 e a partir de 2013 comecei a produzir”. Guilherme Martins procurou aconselhamento e sociedade com um primo empresário na indústria de fabrico de manequins, em Oliveira do Bairro. O primo já tinha experiência no mercado dos moldes em fibra de vidro e propôs a Guilherme visitar fábricas na China, Tailândia e Hong-Kong. “A ideia compôs-se e logo nessa viagem começamos a discutir o brand name”, recorda Guilherme.

Vídeo de promoção Honuhele filmado por João ‘Brek’ Bracourt

O nome, o logotipo com a imagem de uma tartaruga e toda a imagem da marca foram criados pelo designer Sérgio Gaspar, que já trabalhava com o primo de Guilherme Martins. Honuhele é a conjugação das palavras havaianas ‘honu’ (tartaruga) e ‘hele’ (forma de estar tranquila). A fábrica na Ásia foi escolhida e a primeira encomenda com mais de 100 pranchas chegou a Portugal no final de 2012.

Desde então, a Honuhele Surfboards não mais tem parado de crescer. As pranchas são feitas com base em ‘shapes’ modernos para SUP ‘All Round’, ‘Wave’ e ‘Race’; e podem ser construídas em diversos materiais, desde fibra, carbono, bambu e até cortiça, o que levou a uma parceria com o grupo Amorim. À qualidade do ‘shape’ e da construção, Guilherme Martins acrescenta um design, uma decoração bonita e que realmente distingue as Honuhele no mercado.

Guilherme Martins com uma SUP Wave Honuhele na Praia da Rocha (®PauloMarcelino)

Guilherme Martins com uma SUP Wave Honuhele na Praia da Rocha (®PauloMarcelino)

“Consigo ter pranchas topo de gama, de carbono ou cortiça, na casa dos 900 euros”, sublinha Guilherme Martins. O segredo está na escolha da fábrica, na parceria com o primo (que lhe facilita armazém, por exemplo) e, sobretudo, “na eliminação de intermediários, de canais que as marcas usam até chegar ao consumidor”.

Estabelecida a imagem no mercado com pranchas mais bonitas que a média, a Honuhele quer expandir o negócio e Guilherme Martins já escolheu o caminho. “Tenho pranchas à venda em lojas em Sagres, Lisboa, Valência e Barcelona, mas quero expandir na Península Ibérica porque perspetiva-se 2016 como o ano do ‘boom’ do SUP em Portugal em Espanha“.

Novo vídeo Travel Basecamp Algarve… com pranchas Honuhele

Guilherme Martins quer também trabalhar mais com escolas de surf e empresas marítimo-turísticas, pelo que tem desenvolvido modelos mais virados para aprendizagem, nomeadamente um modelo insuflável. O passo seguinte será patrocinar um ‘team rider’ da marca e o grande objetivo é trazer para Portugal o fabrico das pranchas. “Portugal é marca que vende lá fora”, concluiu Guilherme Martins.

Honuhele… a marca da tartaruga (®PauloMarcelino)

Honuhele… a marca da tartaruga (®PauloMarcelino)

Comentários