pub

Rio de Janeiro | 7 e 8 novembro

Luca Guichard vai ao Desafio Rocky Man

Luca Guichard vai competir na modalidade surf, sábado de manhã, dia 7 de novembro, no Rio de Janeiro (®PauloMarcelino/Arquivo)
Luca Guichard vai competir na modalidade surf, sábado de manhã, dia 7 de novembro, no Rio de Janeiro (®PauloMarcelino/Arquivo)
pub

O surfista algarvio Luca Guichard (Algarve Surf Clube) está de partida para o Brasil, onde vai representar uma equipa nacional da Noruega na quarta edição anual do Desafio Rocky Man, no Rio de Janeiro, dias 7 e 8 de novembro. O algarvio de nacionalidade norueguesa viaja amanhã, dia 4 de novembro, e vai representar o seu País na modalidade Surf, mas terá também de participar nos dois desafios coletivos finais: corrida em equipa e canoa polinésia.

O Rocky Man é um evento criado pela editora brasileira Rocky Mountain. É anunciado como o maior desafio multidesportivo do Brasil e vai ter a participação de uma centena de atletas, divididos em 20 equipas, 6 das quais nacionais e as restantes brasileiras. O desafio inclui as modalidades maratona (feminina), corrida de montanha (30,5 quilómetros), surf, skate, BMX e MTB (mountain bike), além das duas provas coletivas já referidas.

Algarvio-norueguês Luca Guichard (na foto) vai ter como adversários Caio Vaz e Pedro Scooby, entre outros (®PauloMarcelino/Arquivo)

Algarvio-norueguês Luca Guichard (na foto) vai ter como adversários Caio Vaz e Pedro Scooby, entre outros (®PauloMarcelino/Arquivo)

As modalidades olímpicas BMX e Mountain Bike (MTB) são novidades na edição deste ano do Desafio Rocky Man e vão ser disputadas na Arena Olímpica de Deodoro, uma das novas infraestruturas construídas para os Jogos Olímpicos Rio 2016. A maratona (feminina) também é modalidade olímpica e novidade este ano no Rocky Man.

Luca Guichard é o atleta de Surf na Equipa Escandinávia (Noruega). O surfista algarvio vai ter alguns adversários importantes nas ondas da Arena da Barra (dia 7 de novembro, de manhã); nomeadamente os brasileiros Caio Vaz, campeão mundial de SUP Wave integrado na Equipa Estados Unidos da América (tricampeã do evento); e o conhecido Pedro Scooby, que integra uma das 14 equipas brasileiras e é surfista de ondas grandes com presença assídua na Nazaré.

Comentários