pub

#1 Circuito Nacional de Longboard 2018

Maria do Rosário Faz Dois Pódios Numa Etapa

Algarvia Maria do Rosário no 2º lugar do Pódio Feminino da 1ª Etapa do Circuito Nacional de Longboard 2018 (DR)
pub

A surfista algarvia Maria do Rosário entrou bem na nova temporada de desporto federado. A atleta do Clube Naval de Portimão conquistou 2º lugar Feminino e 4º lugar Sub-18 na primeira etapa do Circuito Nacional de Longboard 2018, disputada na Costa de Caparica, domingo 25 de março, no âmbito do Caparica – Primavera Surf Fest.

Maria do Rosário tem 15 anos de idade e está a iniciar a sua primeira época de competição oficial. A atleta começou a surfar há dois anos, tem-se treinado com o surfista Paulo Almeida, de Portimão, e teve o ano passado as suas primeiras experiências de competição nacional e internacional em longboard apadrinhada pelo Clube de Surf de Faro. A surfista decidiu federar-se pelo Clube Naval de Portimão, no qual praticou vela e do qual é sócia desde miúda, para competir na sua primeira temporada oficial completa.

Algarvia, de verde, no pódio incompleto Sub-18 na Caparica. Maria do Rosário foi a única rapariga nessa final (DR)

O Clube de Surf de Faro, clube com forte tradição em longboard, não se fez representar na Caparica. Não esteve presente, por exemplo, a farense Inês Martins, vice-campeã nacional em título de longboard Feminino. O campeão regional de longboard do Sul, Isaac Felizardo, de Portimão, também faltou à chamada.

Maria do Rosário não falhou a 1ª Etapa do Circuito Nacional de Longboard 2018. A atleta algarvia fez 2º lugar na final direta Feminino, perdendo apenas para a campeã nacional, Kathleen Barrigão. Na categoria Sub-18, com oito atletas em prova, Maria do Rosário ‘passou’ a sua meia-final em 2º e foi a única rapariga apurada para a final, que concluiu em 4º.

Acidente afasta Maria da final Sub-18

Maria do Rosário não chegou a disputar a final Sub-18 na Caparica e mesmo a final Feminino foi surfada em dificuldades. “Nos primeiros minutos da final feminina, caí num drop e levei com a prancha na cabeça. O mar estava grosso. Partiram-se meia dúzia de pranchas nesse dia”, revelou a atleta algarvia, ao Swell-Algarve.

Maria ainda apanhou mais uma onda na final Feminino, mas teve de sair da água por não se sentir bem. “Mesmo assim, vesti a licra para a final Sub-18, que foi logo a seguir. Mas tive de sair logo”. A atleta algarvia foi vista pelos médicos de serviço ao campeonato e só na manhã seguinte melhorou.

Na última etapa do circuito em 2017, em São Pedro do Estoril, Maria do Rosário também sofreu um percalço; partiu a prancha na meia-final Sub-18 que antecedeu a final Feminino, para a qual estava apurada. Disputou a final com uma prancha emprestada por Manuel Mestre, ‘Necas e terminou em 4º.

João Diniz, estreia algarvia no Nacional

Maria do Rosário não fez estreia no Nacional, apesar de ser este o primeiro ano competitivo em que participa a tempo inteiro; e também não foi a única algarvia em prova na Costa de Caparica. O veterano João Dinis, com 46 anos de idade, foi a estreia algarvia no Nacional de Longboard, apresentando-se a prova pelo Algarve Surf Clube.

“Vou fazer todas as provas do Nacional este ano. Como diz um amigo meu, devo estar com a crise dos 40”, disse João Diniz, ao Swell-Algarve, em troca de mensagens electrónicas. O algarvio está a iniciar-se agora na competição, mas já pratica surf desde 1984.

João Diniz começou no surf em Tavira e optou pelo Longboard há 10 anos. Regressou agora a Tavira; nos últimos anos viveu em Andorra, Lanzarote, Aljezur, Sagres e Manta Rota. “Nunca entrei em competições porque o surf sempre foi algo puro para mim, mas o ‘Necas’ inscreveu-me em Salinas, em 2016, e passei o meu heat em primeiro. Apanhei o gosto”, explica o longboarder.

Este ano, João Diniz foi ‘Mr. Haag Five’ no Festival de Longboard organizado por Kalux em São Torpes, Sines, e está a estrear-se no Nacional. Na Costa de Caparica, João Diniz perdeu ‘de primeira’, nos quartos-de-final, terminando a etapa em 13º. Mas, quase a completar 47 anos de idade, a experiência terá valido ao algarvio muito mais que o resultado.

O campeão nacional, Diogo Gonçalves, venceu na categoria Open, repetindo a vitória alcançada o ano passado na Caparica.

Finais 1ª Etapa CN Longboard 2018 | Caparica

Open

  1. Diogo Gonçalves (SCP)
  2. Enrique Lenzano (CRCQL)
  3. Sebastião Maia (AON)
  4. João Gama (SCP)

Sub-18

  1. Frederico Mittermayer (SCP)
  2. António Dantas (SCP)
  3. Nicolau Filipe (Az.SC)
  4. Maria do Rosário (CNPTM)

Feminino

  1. Kathleen Barrigão (SCP)
  2. Maria do Rosário (CNPTM)
  3. Mónica Sedas (SCP)
  4. Inês de Castro (SCP)

 

Comentários