pub

QS e Pro Junior já não têm vagas masculinas

Recorde de Inscrições no Caparica Primavera Surf Fest

Durante dez dias, a partir de 22 de março, festival de surf e música vai animar a Costa de Caparica com muita ação nas ondas e em palco (®DR)
pub

Fecharam em tempo recorde as vagas masculinas para o Bom Petisco Caparica Pro, etapa de 1000 pontos do circuito mundial Qualifying Series (QS) da World Surf League. A prova está incluída no programa do Caparica Primavera Surf Fest, que decorre entre os dias 22 e 31 de março, tal como o Bom Petisco Caparica Junior Pro, do circuito mundial junior WSL, para o qual também já esgotaram as vagas masculinas.

Em busca de pontos de qualificação na Caparica vão estar 94 surfistas de 16 nacionalidades, desde Espanha ao Japão ou Rússia, com o contingente português a ser o segundo mais numeroso: 18 surfistas nacionais estão inscritos na prova, com os franceses a ultrapassarem este número com 21 participações.

Temos assim: Portugal 18 surfistas, França 21, Espanha 13, País Basco 4, Canárias 3, Grã- Bretanha 6, Alemanha 4, Áustria 1, Itália 5, Japão 2, Rússia 1, Holanda 1, Suécia 1, Israel 1, Brasil 1, EUA 1.

Atenção raparigas e mulheres ainda estão abertas vagas de inscrição!

Portugueses em força no Junior Pro

Entretanto, também no “Bom Petisco Caparica Junior Pro” masculino, etapa europeia do circuito mundial de qualificação junior da World Surf League, esgotou as suas vagas masculinas, com 122 jovens surfistas inscritos, em representação de 12 Países e 6 regiões.

Aqui, os portugueses, naturalmente, lideram o pelotão de nacionalidades, com 30 jovens lusos a aproveitar ao máximo a oportunidade de surfar em casa e adquirir a máxima exposição e experiência que uma prova destas coloca ao seu dispor.

Os franceses mostram, também, que são uma das principais potências mundiais da modalidade e sem vontade de abrandar, fazendo-se representar com 27 surfistas e Espanha, apesar de ter apenas 16 atletas com a bandeira vermelha e amarela, a ter também atletas das Canárias e País Basco.

De resto, há norte-americanos, russos, suecos, polacos, entre outras nacionalidades, como as distantes Polinésia Francesa ou Martinica a marcarem posição no “Bom Petisco Caparica Junior Pro”.

Portugal (30), França 27, MAR 1, CNY 4, PYF 1 (Polinésia Francesa), EUA 1, Rússia 2 , Israel 2, Espanha 16, País Basco  3, ITA 6, MTQ 1 (Martinica), Grã-Bretanha  8, Holanda 1, Alemanha 2, Polónia 1, Suécia 1, Bélgica 1.

Continuam abertas as inscrições femininas!

Novos ‘wildcards’ para o QS e o Junior Pro

Após seleção de Miguel Gomes, da Associação de Surf da Costa da Caparica (ASCC), os wildcards para o Caparica Pro (QS e QS feminino) são: Gonçalo Vieira, Tomás Ribeiro e Joaquim Chaves e no feminino Mafalda Lopes e Inês Bispo.

Por sua vez, para o Caparica Pro Júnior (feminino e masculino) são: Martim Paulino, Miguel Matos, Matilde Antunes e Beatriz Santos.

Bom Petisco Patrocina WSL na Caparica

A prestigiada marca dá o naming a estas provas no ano em que se batem recordes de inscrições.

A quase 25 dias das provas temos:

Bom Petisco Caparica Pro – Masculinos- 94 inscritos. Feminino-inscrições abertas. Existe waiting list. Powered by Matta

Bom Petisco Jnior Pro- Masculinos– 122 inscritos. Waiting list aberta. Femininos- inscrições abertas. Powered by Sun Centre

Bom Petisco Longboard Pro– inscrições abertas .Powered by Lufi.

Algarvia Joana Schenker ‘volta ao local do crime’

“Gosto muito da etapa da Caparica por variadas razões: a organização é excecional, o prize money é muito bom para a nossa realidade- homens e mulheres iguais –  e ainda por cima tenho ganho sempre. Como não gostar?!”, confessou uma divertida Joana Schenker que em 2017 partiu do Nacional da Caparica, a primeira prova do ano, para os títulos Europeu e Mundial.

Europeu que este ano faz a sua estreia no Caparica Primavera Surf Fest. Facto que Joana não esquece: Este ano, o Caparica Primavera Surf Fest é ainda mais importante para mim pois terei de defender o título nacional e europeu. Não vou ficar esmagada pela responsabilidade, apenas vou desfrutar da competição e, claro, espero ganhar. Seria a cereja no topo, não é?…”

Demonstração de WindFoils

Um repetente e grande entusiasta do Caparica Primavera Surf Fest,  Elisiário Carvalho, é o representante do windsurf no festival.

Vamos fazer batismos em terra para poderem experimentar a força do vento na vela e vamos ter na expression session a novidade dos wind foils, pranchas diferentes que parecem flutuar acima da água e dão um espetáculo diferente. E ainda há uma surpresa por confirmar, mas vamos ter espetáculo garantido”.

Skimboard com ‘esteróides’

O Skimboard não é uma modalidade muito popular na Caparica pois precisa de condições específicas de ondas pouco frequentes, mas haverá uma demonstração da modalidade com a assistência de um guincho motorizado que impulsionará os skimboarders para as ondas e proporcionará um espetáculo, no mínimo, muito interessante.

Onda de Música

Não há outro evento desta dimensão em que diversas modalidades de ondas, masculinas e femininas e uma forte programação musical, se cruzem em 10 dias intensos de provas e demonstrações com centenas de atletas nacionais e internacionais e concertos com a nata da nova geração de artistas portugueses.

O Caparica Primavera Surf Fest é único: são 10 dias de celebração do espírito comunitário que une as novas gerações de ondas e surf, reunindo os melhores atletas nacionais e internacionais, em que as concorrentes femininas disputam prémios monetários iguais aos dos concorrentes masculinos e em que o palco se assume como mostra do melhor da nova música urbana portuguesa.

O primeiro fim de semana arranca a 22 de Março com HMB, MGDRV e Enoque a assinarem concertos em que a soul, o funk, o hip hop e o R&B são os pratos fortes. Na sexta feira, dia 23 de Março, as atenções vão centrar-se sobre Slow J, Mishlawi e Os Quatro e Meia três nomes que mais do que esperanças são já certezas da melhor música nacional. O primeiro fim de semana completa-se no dia 24 com os concertos de Valete, Orelha Negra e GROGnation, uma amostra do melhor que o hip hop tem nos dias de hoje para nos oferecer.

A segunda ronda de concertos começará a 29 de Março com a máxima força de Bateu Matou, Poli Correia e Dead Combo, todos com estreias importantes onde as guitarras, as baterias, o ritmo e a originalidade são fatores determinantes. A 30 de Março mais uma mão cheia de grande hip hop com o veterano Carlão, o fenómeno Jimmy P e o valor seguro da casa TNT. Os concertos terminarão no dia 31 com uma noite sintonizada com o melhor do afro-pop e espetáculos assegurados por Sara Tavares, Loony Johnson e Ricky Boy.

As noites, no entanto, prometem prolongar-se para lá dos concertos com apresentações imperdíveis de uma seleção fortíssima de djs que abrangem todos os cantos do espectro musical: DJ Glue (dia 22) vem ao festival com o quente troféu conquistado no Culture Clash RedBull no passado fim de semana no Coliseu dos Recreios.

Bons Rapazes (dia 23) prometem trazer os clássicos mais imortais do rock mundial, Davide Pinheiro e Shaka Lion ( dia 24) irão recriar e trazer as noites escaldantes do Copenhagen Club à Costa da Caparica, Dj Kitten ( dia 29), figura de proa dos X-Wife, promete um incisivo set indie que lhe é característico, Sam the Kid e Dj Big (dia 30) trazem clássicos do hip hop que tanto aquecem pistas e clubes. Sem faltar, o homem forte da rádio Mega Hits, Nelson Cunha ( dia 31)  fecha o festival em grande festa!

Comentários