Eventos de qualificação com cotação máxima

WSL Convida Yolanda para o Challenger Series

Exibição da algarvia Yolanda Hopkins em Tenerife, no início do mês, valeu à campeã nacional o passaporte para dois QS de valor máximo (®DamienPoullenot/WSL)
pub

A World Surf League atribuiu à algarvia Yolanda Hopkins convites (wildcards) para competir no Sydney Surf Pro, Austrália, e no Corona Piha Pro, Nova Zelândia; os dois primeiros eventos do novo circuito Challenger Series, que destaca as provas de cotação máxima (10 mil pontos) dentro do circuito mundial de qualificação ‘Qualifying Series’. A campeã nacional inicia esta quarta-feira uma série de cinco provas internacionais nos Antípodas muito importantes no percurso rumo à qualificação para o Championship Tour.

Yolanda vai ser a única surfista portuguesa no quadro feminino do Mothernest Great Lakes Pro (QS 1.000), Austrália, que começa quarta-feira. Será o início de uma série intensiva de provas de qualificação na Austrália (e Nova Zelândia) durante um mês. A atleta algarvia compete logo de seguida no Sisstrevolution Central Coast Pro (QS 3.000), a partir do dia 25; e no Doyle Partners Women’s Pro (QS 5.000), nos dias 2 a 7 de março; ambos na Austrália.

Este era o plano inicial de qualificação da campeã nacional, mas a WSL abriu-lhe as portas aos dois primeiros eventos do Challenger Series, permitindo à atleta algarvia lutar por mais pontos de qualificação e colocando-a num patamar superior de visibilidade internacional. Foi o prémio pela excelente exibição de Yolanda no Cabreiroá Pro Las Americas, no qual mostrou um surf muito forte e chegou às meias-finais.

Os eventos do Challenger Series, tal como antes os QS 10.000, têm acesso reservado de acordo com o ‘ranking’ dos atletas no circuito de qualificação do ano anterior. No caso feminino está reservado ao top 60. As portuguesas Teresa Bonvalot e Carol Henrique têm entrada direta. Yolanda falhou por pouco, mas a WSL deu-lhe agora a oportunidade de estar presente nos dois primeiros.

O Challenger Series vai ter quatro eventos femininos e oito masculinos. Os dois primeiros são comuns e é para esses que Yolanda Hopkins recebeu convite. O primeiro será o Sydney Surf Pro, em Manly Beach, Austrália, de 8 a 14 de março. Segue-se o Corona Piha Pro, em Piha, Nova Zelândia, de 16 a 22 de março.

Entre os dias 19 de fevereiro e 22 de março, Yolanda Hopkins vai estar em cinco provas internacionais com um total de 29 mil pontos em jogo. É um momento crucial no caminho para o Championship Tour…

 

 

Comentários