pub

World Surf League

Speaker Abandona Direção Executiva da WSL

Paul Speaker assumiu a direção executiva em 2013 e dirigiu a transformação da ASP na WSL que hoje conhecemos (®DR)
Paul Speaker assumiu a direção executiva em 2013 e dirigiu a transformação da ASP na WSL que hoje conhecemos (®DR)
pub

Paul Speaker anunciou esta quarta-feira, 11 de janeiro de 2017, a sua saída do cargo de diretor executivo (CEO) da World Surf League (WSL) no final do mês. “Continuarei a ser co-proprietário da Liga e vou trabalhar com o grupo de proprietários e o conselho de administração para assegurar uma transição suave até à tomada de posse do novo CEO”, disse o diretor demissionário, em carta aberta. Para já, a direção executiva da WSL vai ser assumida interinamente por Dirk Ziff, também co-proprietário da Liga.

O CEO demissionário justificou a saída com a necessidade de dedicar mais tempo à família. Paul Speaker assumiu a direção executiva da WSL em 2013 e supervisionou a transformação da antiga ASP na WSL que conhecemos. A ASP tinha serviços dispersos e 10 funcionários em Santa Monica, a WSL tem 75 funcionários e dezenas de colaboradores contratados para eventos em todo o mundo.

Deve-se a Paul Speaker o negócio dos diretos de transmissão que permitiram a evolução da transmissão dos eventos de surf para o nível de profissionalismo hoje existente. A APP WSL nasce com Speaker, assim como a criação do Gabinete de Comissários, para centralizar os aspetos técnicos das provas, o Big Wave Tour, o Big Wave Awards e a aquisição dos direitos sobre a Companhia de Ondas Kelly Slater.

“Tem sido um prazer e um privilégio supervisionar a transformação do surf professional no desporto de dimensão global que é hoje”, diz Paul Speaker. “Agora vou desfrutar ser co-proprietário e fã e passar tempo com a minha família”, conclui o CEO demissionário.

Comentários