pub

Algarvio recebe 3 dos 5 prémios atribuídos

Alex Botelho Campeão Mar Sem Fim

Alex Botelho recebeu os prémios Onda da Temporada, Maior Onda Remada e Maior Wipeout na gala EDP Mar Sem Fim (®DR)
Alex Botelho recebeu os prémios Onda da Temporada, Maior Onda Remada e Maior Wipeout na gala EDP Mar Sem Fim (®DR)
pub

O surfista algarvio Alex Botelho foi o grande campeão da segunda edição do EDP Mar Sem Fim. O atleta do Algarve Surf Clube venceu três dos cinco prémios atribuídos pelo projeto português de ondas grandes, escolhidos a partir de 50 ondas submetidas por surfistas, relativas à temporada de inverno 2015/2016. O surfista de Lagos recebeu os prémios ‘EDP Onda da Temporada’, ‘G-Shock Maior Onda de Remada’ e ‘Maior Wipout da Temporada’.

Esta foi uma semana ‘em grande’ para Alex Botelho. Na passada terça-feira, dia 20 de setembro, o nome do surfista algarvio surgiu na lista de pre-selecionados para o conhecido evento norte-americano de ondas grandes ‘Titans of Mavericks’ (ver notícia). No mesmo dia, na sede da EDP, em Lisboa, Alex Botelho foi consagrado como grande vencedor dos prémios Mar Sem Fim 2015/2016, na gala que encerrou a 2ª edição do projeto e lançou a 3ª edição.

Prémio EDP Onda da Temporada foi ganho por Alex Botelho com uma onda na Nazaré (®MarSemFim)

Prémio EDP Onda da Temporada foi ganho por Alex Botelho com uma onda na Nazaré (®MarSemFim)

O surfista algarvio realizou uma temporada de inverno bastante focada nas ondas grandes, com sessões épicas na Nazaré e um estágio Mar Sem Fim, durante um mês, na mítica onda havaiana ‘Jaws’, que foi o primeiro português a surfar e onde beneficiou de um ‘swell’ histórico (ver notícia). A aposta traduziu-se em prémios que reconhecem o mérito do surfista em ondas grandes, especialidade na qual foi considerado “dos melhores do mundo” pelo norte-americano Garrett McNamara, em declarações ao Swell-Algarve (ver notícia).

Na segunda gala EDP Mar Sem Fim, Alex Botelho recebeu os prémios ‘EDP Onda da Temporada’ (onda na Nazaré, surfada dia 30 de novembro de 2015, ver video); ‘G-Schock Maior Onda de Remada’ (com a mesma onda) e ‘Maior Wipout da Temporada’ (‘Jaws’, 3 de fevereiro de 2016, ver video).

Prémio Maior Onda Remada foi atribuído ao algarvio pela mesma onda surfada na Nazaré (®MarSemFim)

Prémio Maior Onda Remada foi atribuído ao algarvio pela mesma onda surfada na Nazaré (®MarSemFim)

Nas restantes duas categorias, João Macedo venceu o prémio ‘VisitAzores Maior Onda (Tow In), com uma onda surfada na Nazaré; e João Guedes venceu o prémio ‘GoPro Melhor Tubo’, com um ‘tubaço’ na Cave, Ericeira.

Os vencedores foram selecionados por um painel de juízes que analisou cuidadosamente todas as candidaturas finalistas para cada uma das categorias. Entre o júri figuraram nomes sonantes do surf mundial de ondas grandes como Greg Long, Campeão Mundial de Ondas Grandes, Sebastian Steudtner, Vencedor dos prémios XXL Internacionais por duas vezes, Kohl Christensen e Eric Rebiere, reconhecidos surfistas de ondas grandes, e ainda Miguel Ruivo e Pedro Barbosa, juíz de surf.

Onda em Jaws valeu a Alex Botelho o Prémio Maior Wipeout (®MarSemFim)

Onda em Jaws valeu a Alex Botelho o Prémio Maior Wipeout (®MarSemFim)

Para Greg Long, “os prémios para os surfistas que desafiam os seus limites nas ondas grandes são uma forma de honrar os seus feitos, assim como contribuir para a profissionalização no surf de ondas grandes que, por sua vez, alimenta a nossa paixão pelo mar e pelas ondas.

Terceira Edição Mar Sem Fim

O EDP Mar Sem Fim, projeto pioneiro de descoberta de ondas grandes, desconhecidas e inexploradas em Portugal, acaba de lançar a sua terceira temporada. Na cerimónia de apresentação, que teve lugar na Sede da EDP, a organização premiou os surfistas nacionais que mais se destacaram nas ondas grandes em 2015/2016.

Após duas edições com foco exclusivo nas explorações nos Açores, o EDP Mar Sem Fim vai continuar a explorar este fantástico arquipélago mas também alargar as expedições para novos locais, com o objetivo de continuar a explorar o mar e as ondas. O projeto irá atacar todo o território português, promovendo a divulgação das ondas em Portugal como um destino turístico de excelência para o surf no geral e para o surf de ondas grandes/perfeitas em particular.

Projeto EDP Mar Sem Fim apresentou 3ª edição com a promessa de alargar a procura de ondas grandes a todo o Portugal (®DR)

Projeto EDP Mar Sem Fim apresentou 3ª edição com a promessa de alargar a procura de ondas grandes a todo o Portugal (®DR)

Para Mário Almeida, Responsável pelo EDP Mar Sem Fim, “o início de mais uma temporada de ondas grandes mostra que estamos no caminho certo do ponto de vista da consolidação e sustentabilidade do projeto. Vai ser uma temporada com muitas novidades e, se tudo correr bem, com a realização de várias missões de exploração e reconhecimento de novos locais com potencial de ondas grandes.”

Ana Sofia Vinhas, Diretora de Marca e Comunicação da EDP, refere que a aposta da EDP no surf cumpre o nosso objetivo de promover hábitos de vida saudáveis através da prática desportiva, ao ar livre, em contacto com a natureza.  O EDP Mar sem Fim, em particular, tem ainda a vantagem adicional de ser um excelente veículo de exportação e de promoção de Portugal no exterior. É portanto um encaixe perfeito na nossa matriz. Procuramos promover a sustentabilidade, ambiental, social e económica não só do nosso negócio, mas de toda a sociedade.”

A primeira expedição da nova temporada, denominada “Winter is coming”, deverá acontecer no final do mês de outubro, com a abertura da janela de espera a ter início já a partir desta terça-feira.

Comentários