pub

#2 WSL Big Wave Tour 2018 | Jaws Challenge

Alex Botelho Termina em 17º no Hawaii

Alex Botelho na primeira grande onda do evento em Pe'ahi. Algarvio caiu de forma aparatosa nas três ondas que arriscou durante a bateria (®screenshot/WSL)
pub

Alex Botelho terminou o Jaws Challenge em 17º lugar. O surfista algarvio foi eliminado na bateria inaugural do evento na Ilha de Maui, Hawaii, segunda etapa do Big Wave Tour 2018, circuito de ondas grandes da World Surf League. O compatriota João de Macedo também esteve em prova (ver atualização abaixo), mas nenhuma outra bateria foi realizada no primeiro dia de competição em Pe’ahi, nome local da onda mundialmente conhecida como Jaws.

O Jaws Challenge começou dia 26 de novembro, primeiro com competição feminina e depois com a bateria inaugural dos homens, numa altura em que o poderoso swell de Noroeste já levantava ondas de 40 a 50 pés (12 a 15 metros) de altura em Pe’ahi.

Alex Botelho é o único competidor oficial português este ano no WSL Big Wave Tour. O surfista algarvio enfrentou as ondas grandes em Pe’ahi com remada destemida e arriscou no primeiro grande ‘set’ do ‘heat’. Caiu na viragem de ‘bottom’, depois de um ‘drop’ arrepiante. Foi a primeira de três quedas, nas duas ondas que o algarvio apanhou e noutra que o atirou do ‘lip’ durante a bateria (video ‘heat recap’). Alex Botelho partiu duas pranchas e terminou a bateria em 5º, equivalente a 17º na classificação final do evento.

(ATUALIZAÇÃO, 28 novembro)

O resultado alcançado em Jaws fica muito abaixo do 4º lugar que Alex Botelho conquistou na Nazaré.      O Big Wave Tour 2018 tem apenas mais um evento agendado e só os primeiros dez do ‘ranking’ final terão acesso direto ao circuito no próximo ano. O conjunto dos resultados finais acabou por não ser muito desfavorável ao surfista algarvio, que segue no 7º lugar do ‘ranking’ BWT 2018.

João de Macedo está na rota do regresso ao BWT, depois do 5º lugar feito na Nazaré. O português recebeu um ‘wildcard’ (convite) e competiu em Pe’ahi para perseguir o sonho da qualificação. O surfista da Praia Grande entrou na última bateria da Ronda 1, esta terça-feira 27 de novembro, e foi eliminado em 6º, terminando a prova em 21º. João de Macedo ocupa o 11º lugar no ‘ranking’, o que lhe deverá garantir um ‘wildcard’ para Mavericks, que já está em período de espera.

O havaiano Billy Kemper venceu o Jaws Challenge 2018, consagrando-se como Rei de Pe’ahi, ao conseguir a sua terceira vitória em quatro anos, e subindo ao 2º lugar do ‘ranking’ mundial. O sul-africano Grant Baker, vencedor na Nazaré, terminou em 5º no Hawaii e mantém a liderança do ‘ranking’.

Final Jaws Challenge 2018

1. Billy Kemper (HAW) | 23,84 pts (7,70 + 8,07/x2)

2. Kai Lenny (HAW) | 23,56 pts (8,33/x2 + 6,90)

3. Albee Layer (HAW) | 17,40 pts (6,00/x2 + 5,40)

4. Tyler Larronde (HAW) | 16,06 (8,03/x2 + _)

5. Grant Baker (ZAF) | 8,10 pts (3,00/x2 + 2,10)

6. Koa Rothman (HAW) | 2,19 pts (0,93/x2 + 0,33)

Links:

#1 Big Wave Tour 2018 | Nazaré Challenge | novembro

Comentários