pub

Travessia solitária inédita no Barlavento

Joel Ramos Faz Sagres-Alvor-Sagres em Prancha à Vela

Joel Ramos, 40 anos de idade, realizou a travessia sozinho, sem barco de apoio, e quer ir mais longe (®DR)

Joel Ramos, praticante entusiasta de windsurf realizou um feito inédito no Barlavento algarvio. O velejador navegou solitário em prancha à vela desde a Praia do Martinhal, em Sagres, até à Praia de Alvor, em Portimão e regressou ao ponto de partida, num total de 74,6 quilómetros percorridos no mar durante cerca de 2h20. “Foi uma experiência bastante gratificante e que significou muito para mim. Agora quero mais”, disse Joel Ramos, ao Swell-Algarve.

Professor de Educação Física de formação, Joel Ramos tem 40 anos de idade e foi durante seis anos Comandante dos Bombeiros Voluntários de Vila do Bispo e da Proteção Civil Municipal. Atualmente é empresário (WIND4ALL – Sagres WaterSports) e concessionário, desde 2015, do Centro Náutico da Praia do Martinhal, em Sagres.

O Windsurf é uma paixão antiga de Joel Ramos, desde que experimentou a modalidade aos 14 anos de idade, durante um verão na Praia da Mareta; e sobretudo desde os 29 anos de idade, quando adquiriu equipamento próprio. “Desde aí nunca mais parei”, sublinhou. Sempre se interessou por travessias longas em mar aberto e realizou algumas, sozinho ou na companhia de Joaquim Armando, pioneiro do windsurf em Sagres. O ponto mais distante a que tinha chegado a partir de Sagres era Porto de Mós, em Lagos, mas o limite foi agora ultrapassado.

Registo do percurso solitário realizado por Joel Ramos sábado, 28 de julho (®DR)

Sábado, 28 de julho, Joel Ramos superou os seus limites, numa travessia para a qual se preparou durante uma semana, velejando sempre com ‘vela a mais’. “Apesar de ter vento o dia todo, saí da praia do Martinhal apenas por volta das 16h00, porque sabia que o vento em Alvor só entra mais tarde e que seria esta a janela de oportunidade. Cheguei por volta das 18h30 ao Martinhal com vento forte ainda, no entanto, logo após a minha chegada o vento começou a abrandar até desaparecer por completo às 19h00; ou seja, o timing foi perfeito”, revelou o velejador, ao Swell-Algarve.

Joel Ramos realizou a travessia com uma vela de 7.1 e uma prancha de 129 litros, equipamento demasiado grande para as condições de vento. O aventureiro partiu do Martinhal com vento constante na ordem dos 25 ‘knots’ e rajadas de intensidade superior. Completou o trajeto até Alvor num único bordo e demorou 52 minutos. O trajeto de regresso ao Martinhal foi iniciado quase sem pausa e foi mais demorado – cerca de 1h20 – porque o vento ‘rodou’ e forçou o velejador a realizar vários bordos.

“Entre começa e não começa, largos, pausas e bolinas, toda a actividade durou 2:21:45 e foram precorridos 74.6 km a um ritmo médio de 1.54min/km. O quilómetro mais rápido foi feito em 1 minuto e 15 segundos, ou seja, a uma velocidade de 48 km/h”, pormenorizou Joel Ramos. “Fisicamente é uma travessia bastante exigente e dolorosa, mas é na parte psicológica que temos que ter a certeza da nossa capacidade”, concluiu.

Comentários