pub

Jovem algarvio tem 13 anos e quer ir a todas as etapas

Tomás Nunes Satisfeito com Estreia na Liga MEO

Tomás Nunes completou 13 anos de idade em janeiro e estreou-se agora na Liga MEO Surf (®DR)
pub

O jovem surfista algarvio Tomás Nunes fez a sua estreia na principal liga nacional de surf, no Allianz Ericeira Pro, 1ª etapa da Liga MEO Surf 2018, disputada nos dias 13 a 15 de abril. Com apenas 13 anos de idade, completados em janeiro último, o atleta do Albufeira Surf Clube perdeu nos ‘trials’, mas está satisfeito com a experiência. “Aprendi a competir melhor com prioridades e deu-me mais ritmo de competição”, disse o surfista, ao Swell-Algarve.

Tomás Nunes foi Top 5 Nacional Sub-12 em 2017 e subiu este ano ao escalão Sub-14. O ano passado, o surfista algarvio esteve presente na última etapa da Liga MEO, em Cascais, mas apenas como observador. Este ano avançou para o quadro de competição e fez a sua estreia com a ‘lycra’ da Liga na passada sexta-feira, dia 13 de abril, na quarta bateria dos ‘trials’, disputados na Praia dos Pescadores, no centro da Ericeira.

“Senti o peso da ‘lycra’, mas senti-me confortável. De certeza que não tive tanta pressão como os competidores habituais”, comentou Tomás Nunes, ao Swell-Algarve. O surfista algarvio falhou o acesso ao quadro principal, eliminado em 3º na sua bateria de ‘trials’, com 3,95 pontos (em 20 possíveis), concluindo a prova em 65º lugar.

Pico favorito do surfista é o Zavial, mas foi em São Torpes que fez, há duas semanas, uma onda de sonho, no Pico Louco, na imagem (®DR)

“Não estou habituado às notas que dão lá (na Liga). Perdi a precisar de um três e tal para passar para 2º (que dava acesso à ronda seguinte). Estive com prioridade e fiquei à espera de uma onda de jeito. O mar não estava nada fácil. Tentei apanhar uma onda e perdi a prioridade. Depois já não consegui apanhar outra”, recordou Tomás Nunes.

O resultado é menos importante que a experiência adquirida. Tomás Nunes aprendeu a competir melhor com prioridades e ganhou ritmo de competição. “Vou participar em todas as etapas da Liga MEO este ano e chegar ao fim do ano mais forte. Não quero ser só um campeão do bairro, como se costuma dizer; quero tentar títulos nacionais”, disse o jovem surfista algarvio. “Isto é muito bom para ele (Tomás Nunes) evoluir e no próximo ano vai dar que falar”, comentou Paulo Almeida, treinador do atleta.

Tomás Nunes venceu em Sub-14 a única etapa do Regional Sul 2018 até agora realizada (®DR)

Além de competir no Regional Sul, tendo vencido a primeira etapa em Sub-14, à procura de um lugar no Campeonato Nacional de Surf Esperanças 2018; Tomás Nunes vai estar em todas as etapas da Liga MEO Surf 2018 e também quer estrear-se no circuito mundial Junior Tour da World Surf League, em Sopelana, no País Basco, provavelmente, em julho. Esta última prova ainda não está confirmada em absoluto pela WSL.

A carga de competição será grande, mas o surfista lida bem com a gestão do calendário. “Há tempo para tudo. Tenho tirado boas notas na escola”, garantiu. Depois de uma primeira experiência, que jamais irá esquecer, Tomás Nunes quer avançar na concretização do sonho de ser surfista profissional, à imagem dos seus ídolos Frederico Morais e Dane Reynolds. O futuro já começou…

Comentários