pub

Longboard | 11 novembro

Elenco de Luxo no Sliding Society em Faro

'Hang ten' bem vincado por José Mestre, talentoso longboarder de Faro pouco adepto de competição (®MariaInesMestre)
'Hang ten' bem vincado por José Mestre, talentoso longboarder de Faro pouco adepto de competição (®MariaInesMestre)
pub

Quando se tem um competidor do circuito mundial, um campeão europeu e quatro campeões nacionais de Portugal e Espanha tem-se um elenco de luxo. Foi isso mesmo que aconteceu na primeira edição de Sliding Society, dia 11 de novembro, evento organizado pelo Clube de Surf de Faro, para promover o espírito do Longboard. Às estrelas juntou-se muito talento algarvio, com destaque para a portimonense Maria Rosário, que se impôs à campeã nacional Raquel Bento.

O ‘get together’ da tribo do Longboard juntou 32 competidores na Praia da Faro, que depois transferiram a ‘boa onda’ para um jantar convívio no Bar Madalena, no centro da cidade de Faro, onde estiveram patentes exposições de fotografias e de pranchas antigas e onde foi realizada a cerimónia de entrega de prémios e um concerto pelo músico algarvio Daniel Kemish.

Ondas pequenas serviram a competição na Praia de Faro, mas o talento dos competidores deu espetáculo (®MariaInesMestre)

Ondas pequenas serviram a competição na Praia de Faro, mas o talento dos competidores deu espetáculo (®MariaInesMestre)

As ondas na Praia de Faro estiveram minúsculas, mas foram agigantadas pelo talento dos surfistas presentes. No elenco de luxo destacavam-se Augusto Olinto (competidor LQS), Diogo Gonçalves (atual campeão nacional), João Dantas (bicampeão nacional e campeão europeu), Alberto Fernández (pentacampeão espanhol) e também Raquel Bento (campeã nacional). Aos campeões juntaram-se os valores algarvios Luís Esteves, Manuel Mestre, José Mestre, Maria Rosário e Mazari.

Os longboarders puderam usar qualquer tipo de prancha com mais de nove pés de comprimento e foram julgados com ponderação mais elevada no estilo clássico, muito embora uma fossem também valorizadas as ondas mais progressivas. As regras foram diferentes e houve incentivo ao estilo e às ondas partilhadas.

Filme do Evento:

A prova terminou pelas 16h00 e a festa transferiu-se para o Bar Madalena, em Faro, onde os participantes tinham à sua espera uma exposição de fotografias de André Nogueira e de pranchas antigas da coleção pessoal de Manuel Mestre, presidente do Clube de Surf de Faro. Entre as relíquias expostas estavam pranchas Mark Richards originais do início da década de oitenta do século passado e uma single fin que pertenceu a Wayne ‘Rabbit’ Bartholomew nos anos setenta.

Depois do convívio e do jantar foi realizada a cerimónia de entrega de prémios. Gonçalo Castro recebeu o Prémio Melhor Cruiser e José Pedro Esteves Marcos, a.k.a. Madi foi contemplado com o Prémio El Capitan. A Melhor Onda Partilhada foi surfada em conjunto por Madi e João Dantas, a modelo-surfista de Portimão Mazari Zoio recebeu o Prémio Estilo Mais Bonito e o conhecido local João Ventura venceu o Prémio Pontuação Mais Elevada.

Para o ano há mais, promete o Clube de Surf de Faro.

Resultados | Finais

Masculino

1. Augusto Olinto

2. João Dantas

3. Alberto Fernández

4. Diogo Gonçalves

5. José Mestre e Juan Vilasante

Feminino

1. Maria Rosário

2. Raquel Bento

3. Mazari

4. Rita Lima

Comentários