pub

Vela Adaptada

Guilherme Ribeiro 11º no Euro Hansa 2017

Algarvio Guilherme Ribeiro foi o 2º melhor português no Campeonato da Europa Hansa 2017 (®FFV)
Algarvio Guilherme Ribeiro foi o 2º melhor português no Campeonato da Europa Hansa 2017 (®FFV)
pub

O velejador algarvio Guilherme Ribeiro (Vela Solidária / Iate Clube Marina de Portimão) concluiu em 11º lugar WS303 individual o Campeonato Europeu de Vela Classe Hansa, disputado em Mèze, França. A Vela Solidária esteve também representada por Luís Ramalho, que fez 19º na mesma categoria, num total de 27 embarcações.

O Campeonato da Europa Hansa 2017 em Mèze terminou sexta-feira, 27 de outubro, após uma semana de vento caprichoso, nuns dias demasiado forte e noutros fraco. Participaram um total de 135 velejadores de 15 países, nas classes Hansa 303 individual, 2.3 (individual), Hansa Duplas e Liberty. A categoria WS303 é aquela que reúne os resultados dos atletas com deficiência na Classe Hansa 303 individual, que foi disputada em regime open.

Portugal esteve representado por Guilherme Ribeiro e Luís Ramalho, da Vela Solidária / Iate Clube Marina de Portimão; Pedro Reis e Ana Cunha, do Clube Naval de Cascais; José Cavalheiro e Luís Martins, do Clube de Vela de Viana do Castelo e André Bento e Fernando Pinto, da Escola Nacional de Vela Adaptada, de Matosinhos.

—-

Equipa algarvia em Mèze: Guilherme Ribeiro, Luís Brito e Luís Ramalho (®VelaSolidaria)

Equipa algarvia em Mèze: Guilherme Ribeiro, Luís Brito e Luís Ramalho (®VelaSolidaria)

—-

Os velejadores algarvios Guilherme Ribeiro e Luís Ramalho, de Portimão, estiveram em evidência em Mèze, orientados no local pelo treinador Luís Brito. Enquanto tripulação fizeram 20º lugar em Hansa 303 Duplas, num total de 37 embarcações. A dupla algarvia conseguiu fazer 14º lugar na única regata disputada no último dia do campeonato, com vento a atingir 26 nós de rajada.

A título individual, Guilherme Ribeiro fez 15º em Hansa 303 individual (Open), num total de 40 embarcações; resultado adaptado a 11º em WS303, categoria reduzida a 27 embarcações. Guilherme falhou por pouco o Top 10, mas melhorou o resultado alcançado no Europeu de 2015, em Rutland, Reino Unido, o qual concluiu em 13º. Luís Ramalho fez 25º em Hansa 303 individual, equivalente a 19º em WS303. Foi um resultado positivo, dada a falta de experiência do velejador na Classe.

Luís Ramalho conseguiu em Mèze um resultado positivo, dada a sua falta de experiência em WS303 (®VelaSolidaria)

Luís Ramalho conseguiu em Mèze um resultado positivo, dada a sua falta de experiência em WS303 (®VelaSolidaria)

Guilherme Ribeiro foi o segundo melhor português em Mèze. O melhor português foi Pedro Reis, 14º em Hansa 303 individual, 10º em WS303; apenas um lugar acima da classificação obtida pelo algarvio. A dupla cascalense Pedro Reis / Ana Cunha alcançou um brilhante 7º lugar em Hansa 303 Duplas.

A tripulação Luís Martins / José Cavalheiro, de Viana do Castelo, fez 26º em Hansa 303 Duplas. Os matosinhenses André Bento e Fernando Pinto conseguiram, respetivamente, 1º e 3º lugar na Classe 2.3 individual, numa frota composta por 5 embarcações.

Comentários