pub

IV Edição | Organização Portimão Surf Clube e Boa Vida Social Club

Marlon Lipke Vence Open Vale Figueiras

Marlon Lipke elevou a fasquia com um 9,13 e um 8,50 na meia-final (®GianLucaSchneider)
Marlon Lipke elevou a fasquia com um 9,13 e um 8,50 na meia-final (®GianLucaSchneider)
pub

O surfista algarvio Marlon Lipke venceu o IV Open Vale Figueiras, impondo-se perante adversários de luxo, num dia com boas ondas, sol e bom ambiente na resguardada praia do concelho de Aljezur. “Foi quase perfeito”, comentou Francisco Canelas, presidente do Portimão Surf Clube, organizador do evento em conjunto com o Boa Vida Social Club.

O Open Vale Figueiras é o único campeonato de surf de verão no Algarve e atrai cada vez mais surfistas de alto nível, pelo ‘prize money’ de 650€, mas também pelo convívio e pelo desafio das ondas numa praia de acesso difícil e emblemática da paisagem costeira mais selvagem da região. “Tivemos bom nível, bom ambiente, boas ondas e boa organização. Foi o melhor de todos”, disse Francisco Canelas, ao Swell-Algarve. A prova realizou-se ontem, domingo 20 de agosto.

O elenco da final Open fala por si sobre o nível de surf na água em Vale Figueiras: um antigo competidor do Championship Tour WSL, Campeão Europeu em 2012 e Top 100 Internacional Qualifying Series WSL em 2016, Marlon Lipke; o algarvio norueguês que ‘limpava’ expression sessions no circuito nacional e era o campeão em título do evento, Luca Guichard, 2º classificado; um brasileiro que andou pelo QS e surpreendeu a região ao vencer a última etapa do Regional Sul em Maio (ver notícia), Halley Batista, 3º classificado; e um dos finalistas do evento de abertura do circuito mundial de ondas grandes da WSL este ano, no México (ver notícia), o algarvio Alex Botelho, 4º classificado.

Halley Batista, sempre exuberante em cada onda (®GianLucaSchneider)

Halley Batista, sempre exuberante em cada onda (®GianLucaSchneider)

No quadro Open lutaram ainda dois algarvios competidores habituais do circuito nacional, Ivan Bailote (Albufeira) e Paulo Almeida (Portimão); e entrou também na liça o carismático Francisco Canelas, antigo campeão nacional Sub-16, que nos últimos anos tem andado mais dedicado ao clube e ao treino de jovens atletas. Os três foram semifinalistas, juntamente com o ‘grom’ lisboeta Martim Nunes, 3º classificado nacional Sub-12 em 2016.

Foi, precisamente, na primeira meia-final Open que Marlon Lipke ‘abriu o livro’ e registou as duas melhores ondas (9,13 e 8,50) e o melhor ‘score’ (17,63) do campeonato. “Estive mais de 5 minutos sem apanhar ondas e depois fiz o 9 e o 8 de seguida. Com heats de 15 minutos era complicado”, comentou o surfista de Lagos, ao Swell-Algarve. Marlon Lipke era hoje um homem feliz com a vitória, alcançada três dias depois de conseguir o patrocínio da conceituada loja online Ryca. “Foi um dia bonito na praia; com bom ambiente”, comentou o campeão.

Francisco Canelas regressou à competição e chegou às meias-finais. Aqui, a sair de tubo que muito festejou (®GianLucaSchneider)

Francisco Canelas regressou à competição e chegou às meias-finais. Aqui, a sair de tubo que muito festejou (®GianLucaSchneider)

No campeonato estiveram presentes alguns atletas estrangeiros, como o espanhol Caiña Souza, que venceu a Expression Session, e muitos competidores na região Centro, que estão de férias no Algarve. Foi o caso de João Pinho e Francisco Mittermayer, 1º e 2º classificados na final Sub-12, na qual foram mais fortes que os algarvios Martim Brandão (Albufeira), 3º classificado; e Henrique ‘Piki’ Gomes, campeão regional do Sul, 4º classificado na prova.

O Open Vale Figueiras foi ainda disputado nas categorias Sub-16, Feminino e Masters. O algarvio Leon Schneider, atleta do Portimão Surf Clube e vice-campeão regional do Sul venceu a final Sub-16. A ‘free surfer’ da Ericeira Maria Sarmento triunfou na categoria Feminino, repetindo a vitória alcançada o ano passado. Concha Balsemão, surfista da Carrapateira, também repetiu o 2º lugar Feminino e fez 4º lugar Sub-16. O carismático surfista da Arrifana João Mealha venceu o Masters e foi premiado com uma prancha Barbudas (marca de Aljezur) por ter feito a melhor onda na categoria (5,70 pontos, nas meias-finais).

Aspeto da estrutura do campeonato na Praia de Vale Figueiras (®GianLucaSchneider)

Aspeto da estrutura do campeonato na Praia de Vale Figueiras (®GianLucaSchneider)

O campeonato terminou já depois do sol posto, apanhando uma fase de difícil visibilidade em contra-luz para a água, o que chegou mesmo a obrigar a uma pausa na final Sub-12, para recolocação dos juízes. A direção técnica da prova foi assumida por Tiago Ezequiel, diretor técnico na Federação Portuguesa de Surf e o chefe de juízes foi o algarvio juiz nacional Nuno Magalhães.

Finais IV Open Vale Figueiras 2017

Pódio Open (®GianLucaSchneider)

Pódio Open (®GianLucaSchneider)

Open

1. Marlon Lipke | 11,83 pts

2. Luca Guichard | 10,87 pts

3. Halley Batista | 9,24 pts

4. Alex Botelho | 5,50 pts

Pódio Sub-16 (®GianLucaSchneider)

Pódio Sub-16 (®GianLucaSchneider)

Sub-16

1. Leon Schneider | 11,17 pts

2. Tomás P. Gonçalves | 9,44 pts

3. Concha Balsemão | 5,30 pts

4. Leonardo Quadrio | 5,23 pts

Pódio Sub-12 (®GianLucaSchneider)

Pódio Sub-12 (®GianLucaSchneider)

Sub-12

1. João Pinho | 10,07 pts

2. Francisco Mittermayer | 9,77 pts

3. Martim Brandão | 7,94 pts

4. Henrique ‘Piki’ Gomes | 1 pt

Pódio Feminino (®GianLucaSchneider)

Pódio Feminino (®GianLucaSchneider)

Feminino

1. Maria Sarmento | 11,83 pts

2. Concha Balsemão | 8,23 pts

3. Charlotte van Berkum | 6,83 pts

4. Mariana Canelas | 3,50 pts

Pódio Masters, incompleto (®GianLucaSchneider)

Pódio Masters, incompleto (®GianLucaSchneider)

Masters

1. João Mealha | 9,10 pts

2. Ibon Antuniano | 6,93 pts

3. Rafael Quintero | 3,07 pts

4. Miguel Marinho | 0 pts

Comentários