pub

Liga Meio Surf 2017 | Allianz Ericeira Pro

Balanço Algarvio Positivo no Dia 1 em Ribeira d’Ilhas

Tomás Fernandes fez as duas melhores ondas do primeiro dia Liga Meo Surf 2017 (®PedroMestre/ANS)
Tomás Fernandes fez as duas melhores ondas do primeiro dia Liga Meo Surf 2017 (®PedroMestre/ANS)
pub

Já começou a corrida aos títulos nacionais de 2017! O Allianz Ericeira Pro, primeira etapa da Liga MEO Surf 2017, viu hoje acontecer em Ribeira D’Ilhas a primeira ronda da categoria masculina, num dia com poucas surpresas e bom surf por parte dos tops nacionais. Dez atletas em representação do Algarve estiveram em competição esta sexta-feira e seis continuam em prova.

Tomás Fernandes, 21 anos, foi o maior destaque do dia. O surfista local de Ribeira D’Ilhas soube usar todo o seu conhecimento da onda para fazer duas notas acima dos 7 pontos, fazendo o maior score do dia, 15,5 pontos (em 20 possíveis).

Também em bom plano esteve o ex-tricampeão nacional Vasco Ribeiro, a quem coube a responsabilidade de inaugurar a primeira bateria do dia. O surfista de Cascais fez 14,35 pontos, a segunda melhor média do dia, deixando Pedro Rua na 2ª posição, Jakob Lillienweiss em 3º e Lourenço Katzenstein em 4º, estes dois últimos eliminados da competição.

Jakob Lilienweiss, atleta do Algarve Surf Clube foi a segunda ‘baixa’ algarvia do dia. A primeira foi Francis Gregório (Associação Dinamika), que conseguiu ocupar uma vaga de última hora nos ‘trials’, mas perdeu em 3º na sua bateria. Fora de prova ficou também o algarvio Miguel Marinho (Albufeira Surf Clube), eliminado em 4º na 17ª bateria do dia.

A quarta ‘baixa’ algarvia do dia foi Eduardo Fernandes (Algarve Surf Clube), que deveria ter entrado na 15ª bateria, como ‘cabeça de série’, mas não compareceu. O atleta residente em Cascais terá faltado à prova por lesão. O Swell-Algarve tentou o contato, mas Edu teve o telefone desligado durante todo o dia.

A jornada de surf em Ribeira d’Ilhas prolongou-se até às 17h30, com ondas de difícil leitura e muito frio na praia, acompanhado por alguns períodos de precipitação, de chuva e granizo. O dia ficou marcado por boas exibições de Ruben Gonzalez, João Kopke, Tiago Pires e Pedro Henrique, campeão nacional, que este ano está a representar o Algarve Surf Clube e venceu o seu ‘heat’ de estreia 2017.

Marlon Lipke (Algarve Surf Clube) também venceu a sua bateria. Paulo Almeida (Imortal Desportivo Clube) e Ivan Bailote (Albufeira Surf Clube) apuraram-se em 2º em baterias ganhas, respetivamente, por Pedro Henrique e Marlon Lipke.

Os jovens algarvios Francisco Duarte e Frederico ‘Martim’ Magalhães, ambos do Clube Naval de Portimão, também seguiram em frente, conseguindo 2º lugar nas respetivas baterias.

Dez atletas de clubes do Algarve foram chamados a competir hoje: um faltou, três foram eliminados e seis continuam em prova (®PedroMestre/ANS)

Dez atletas de clubes do Algarve foram chamados a competir hoje: um faltou, três foram eliminados e seis continuam em prova (®PedroMestre/ANS)

Para sábado, dia 25 de março, a chamada está marcada para as 7:30, sendo esperado um dia completo de competição, com a continuação da categoria masculina e o começo da fase feminina.

Pedro Henrique vai estar em ação no 5º Heat da Ronda 2. Paulo Almeida e Francisco Duarte entram ambos na bateria seguinte. Marlon Lipke vai competir na 7ª bateria da ronda e Ivan Bailote e Frederico ‘Martim’ Magalhães entram juntos na bateria logo a seguir.

Na divisão feminina, as algarvias Inês Pascoal (Imortal Desportivo Clube) e Concha Balsemão (Península de Peniche Surf Clube) vão estar juntas na primeira bateria. Yolanda Hopkins (Clube Naval de Portimão) está sorteada para o Heat 2 Feminino.

Sub-troféus prometem mais ação

Para além da competição principal, o Allianz Ericeira Pro marca ainda o arranque do troféu especial Allianz Triple Crown que atribuirá 6.000€ entre o vencedor masculino e feminino no conjunto de provas de naming sponsor Allianz, das Renault Expression Sessions e Somersby Onda do Outro Mundo, ambos com 2.500€ anuais, e do Moche Groms Cup também com 2.500€ anuais em formato de bolsa desportiva.

Nesta última, os surfistas sub-16 escolhidos pelo capitão João Vidal para o desafiarem são Mafalda Lopes, Francisca Veselko, Carolina Santos, Santiago Graça, Joaquim Chaves, Gabriel Ribeiro, José Ribeiro, Tomás Lacerda, Guilherme Ribeiro, Rodrigo Lebre e Manuel Teixeira. Para os surfistas locais, o Ericeira Best Surfer distribuirá 1.500€ entre o melhor e a melhor em prova. A premiação global da Liga MEO Surf 2017 é de 90.000€.

Todas as etapas da Liga MEO Surf têm transmissão em directo em www.ligameosurf.pt, e no MEO Kanal 202020, juntando-se ainda os programas diários e de resumo na SIC Radical e Bola TV. As plataformas oficiais são os meios institucionais da Associação Nacional de Surfistas através do seu portal www.ansurfistas.com e as redes sociais em @ansurfistas.

A Liga MEO Surf 2017 e o Allianz Ericeira Pro é uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MEO, Allianz Seguros, Renault, Somersby, Moche e Rip Curl, o apoio local do Município de Mafra, os parceiros oficiais SIC e Cidade FM, os media partners A Bola, Diário de Notícias, Jornal I, Onfire, Surftotal e MEO Beachcam, e o apoio técnico da Federação Portuguesa de Surf e do Ericeira Surf Clube.

Fonte: Nota de Imprensa Associação Nacional de Surfistas (excepto referências concretas aos resultados algarvios)

Comentários