pub

Clube histórico de Albufeira

Imortal D. C. Abre Academia de Surf

Paulo Almeida, Filipe Costa, Nélson Penteado, Inês Pascoal e Sandro Nóbrega; os atletas e treinadores Imortal Surf Academy (®PauloMarcelino)
Paulo Almeida, Filipe Costa, Nélson Penteado, Inês Pascoal e Sandro Nóbrega; os atletas e treinadores Imortal Surf Academy (®PauloMarcelino)
pub

O Imortal Desportivo Clube abriu uma secção de surf e bodyboard com cinco atletas e treinadores de Portimão, Albufeira e Rogil (Aljezur). A Imortal Surf Academy é composta por Paulo Almeida, Inês Pascoal, Filipe Costa, Sandro Nóbrega e Nélson Penteado. “Espero que eles tenham muito sucesso e que nós andemos nos primeiros lugares”, comentou Adolfo Gregório, presidente do clube, ao Swell-Algarve.

O Imortal é um clube com 97 anos de história; o mais antigo do concelho de Albufeira. Fundado em 24 de junho de 1920, o Imortal D.C. é uma das entidades desportivas algarvias mais conhecidas, até pelos sucessos que teve, sobretudo, no futebol e no basquetebol, mas também no Hóquei em Patins, no Ténis de Mesa e na Pesca Desportiva.

O clube vive desde há 22 anos em instalações sob as bancadas do Estádio Municipal de Albufeira e tem acesso às Piscinas Municipais, junto ao estádio. Muito perto está também o Skate Park de Albufeira, que agora ganha um novo sentido para o clube devido à nova aventura no surf. “Foi um desafio feito pela Dona Luísa. Queremos ter outras modalidades e acho que o surf é uma modalidade bonita”, explicou o presidente do clube, Adolfo Gregório.

“Dona Luísa” é a mãe da surfista Inês Pascoal, de Albufeira. “Os apoios aos atletas só podem ser dados através de clubes com contratos-programa. Por isso decidimos, em conjunto com o Filipe Costa, vir falar com o Imortal. O clube teve uma reação positiva desde o início”, explicou Luísa Pascoal, ao Swell-Algarve. “O senhor Adolfo abriu-nos as portas”, acrescentou Filipe Costa.

Luísa Pascoal, Inês Pascoal, Filipe Costa, Adolfo Gregório, Sandro Nóbrega e Paulo Almeida, na sala da direção do Imortal DC (®PauloMarcelino)

Luísa Pascoal, Inês Pascoal, Filipe Costa, Adolfo Gregório, Sandro Nóbrega e Paulo Almeida, na sala da direção do Imortal DC (®PauloMarcelino)

“Quantos mais atletas andarem com o nosso nome, melhor. Acho que há muitos miúdos interessados em aprender surf. O meu neto disse-me logo que queria vir. Agora temos que criar a escolinha. Isso é que é importante; e desenvolver isto”, comentou Adolfo Gregório.

O investimento inicial do clube na nova secção foi os custos de “inscrições e filiações”, em provas e na Federação Portuguesa de Surf. O clube vai estar representado na Liga Meo Surf 2017 por Paulo Almeida, Inês Pascoal e Nélson Penteado, este último só depois da primeira etapa. O clube garante também aos atletas da nova secção transporte em carrinhas próprias para as provas.

Para lá dos apoios referidos e de alguns outros que se possam juntar, a “secção vai viver de meios próprios”, refere o presidente do Imortal D.C.. O núcleo Imortal Surf Academy irá procurar patrocínios e está vocacionado para formar e treinar jovens atletas. “Isso passa por cativar os miúdos nas escolas”, explicou Sandro Nóbrega.

Filipe Costa considera que o Imortal tem as melhores condições para o novo projeto (®PauloMarcelino)

Filipe Costa considera que o Imortal tem as melhores condições para o novo projeto (®PauloMarcelino)

O corpo técnico do Imortal Surf Academy integra os experientes treinadores Paulo Almeida (surf) e Sandro Nóbrega (bodyboard) e também o fisioterapeuta Filipe Costa, especializado em treino funcional; treinador de surf e bodyboarder com muitos anos de mar. Além deste ‘núcleo duro’, o ‘master’ Nélson Penteado fará a ponte para ondas maiores, onde o respeito e o apuramento técnico em diferentes tipos de pranchas são ‘cartões de visita’. “Kangas é comigo”, disse Nélson Penteado, referindo-se à conhecida onda grande em frente ao Portinho da Arrifana.

Inês Pascoal já produziu trabalho para a nova secção; é a autora do logo Imortal Surf Academy, que vai começar a ser visto nas pranchas dos atletas e nas carrinhas do Imortal D.C.. “Foi uma tarefa difícil”, comentou a surfista, com o sorriso rasgado que lhe é habitual. Inês Pascoal vai representar o clube na competição feminina da Liga Meo Surf 2017, o circuito que decide os campeões nacionais (masculino e feminino) de surf. “Em 2016 consegui ficar dentro do top 10. O objetivo este ano é melhorar”, disse a surfista, ao Swell-Algarve.

Filipe Costa e Inês Pascoal, em primeiro plano, e Paulo Almeida e Luísa Pascoal sob as bancadas do Estádio Municipal de Albufeira (®PauloMarcelino)

Filipe Costa e Inês Pascoal, em primeiro plano, e Paulo Almeida e Luísa Pascoal sob as bancadas do Estádio Municipal de Albufeira (®PauloMarcelino)

Paulo Almeida é o ponta de lança do clube na Liga Meo Surf. “Sinto-me bem e estou em plena forma”, garante o surfista, satisfeito também no papel de pioneiro na criação de uma nova secção de surf dentro de um clube histórico. “É para dar o exemplo do que pode acontecer noutros clubes”, comentou o surfista.

Filipe Costa e Sandro Nóbrega vão competir em provas de Bodyboard. “Quero fazer o nacional Master, em outubro, e etapas Dropknee e provas regionais”, confirmou Sandro Nóbrega, ao Swell-Algarve. Além de treinador com anos de experiência, Sandro Nóbrega está a frequentar uma Licenciatura de Educação Física e Desporto, que o habilitará a assumir mais tarde responsabilidades maiores de planeamento na academia.

Filipe Costa confirma que vai tentar ir a provas regionais, mas avisa já que o seu objetivo é discutir o título Master… daqui a cinco anos. O treinador diz que vai dar “prioridade à parte técnica”, particularmente ao treino funcional, e sublinha: “Quero formar miúdos. Não quero saber de turistas”.

Nélson Penteadonão vai à primeira etapa Liga Meo Surf por causa do aniversário do filho. “Às próximas etapas vou fazer os possíveis por ir”, garante o surfista de Aljezur. Aos 35 anos de idade, Nélson Penteado está entusiasmado por regressar à competição: “Gosto do ambiente e da troca de ideias”, explica o surfista. E se alguma etapa for servida por ondas com mais de dois metros, atenção; esse é o ambiente natural de Nélson Penteado.

 

Comentários