pub

Extreme Sailing Series 2016 | Etapa 8 (última) | Dia 1

Visit Madeira Vira Catamarã na Baía de Sydney

Catamará GC32 da equipa portuguesa Visit Madeira capotou na terceira regata em Sydney Harbour (Jesus Renedo/Lloyd Images)
Catamará GC32 da equipa portuguesa Visit Madeira capotou na terceira regata em Sydney Harbour (Jesus Renedo/Lloyd Images)
pub

A última etapa do Extreme Sailing Series 2016, circuito mundial de vela com ‘catamarãs-voadores’ GC32 começou esta quinta-feira, 8 de dezembro, no Porto de Sydney, Austrália. O algarvio Luís Brito esteve em prova, com a equipa portuguesa Visit Madeira Saling Team (ex-Sail Portugal), protagonista de um dos dois espetaculares acidentes no primeiro dia de regatas, felizmente, sem consequências humanas, ou materiais.

O primeiro dia do campeonato prometia muita emoção e drama, pois as previsões climatéricas indicavam ventos fortes. As rajadas clássicas de Sydney Harbour fizeram duas vítimas no primeiro dia de regatas. As equipas Land Rover BAR Academy e Visit Madeira viraram os respetivos GC32 no ‘estádio’ em Sydney Harbour. E dois tripulantes da tripulação Team Australia caíram à água durante a segunda regata, sendo resgatados de imediato por uma equipa de segurança.

Algarvio Luís Brito, à esquerda, com a equipa Visit Madeira no primeiro dia em Sydney (®Ricardo Pinto/www.rspinto.com)

Algarvio Luís Brito, à esquerda, com a equipa Visit Madeira no primeiro dia em Sydney (®Ricardo Pinto/www.rspinto.com)

Às 14h00 locais foi dado o tiro de largada para a primeira regata. A equipa Visit Madeira Sailing Team terminou em quinto lugar. Na regata seguinte com o vento a rondar os 22 nós, a equipa portuguesa mostrou que consegue lutar com os melhores, terminando no terceiro lugar.

Foi na terceira regata do dia já com rajadas de vento a rondar os 28 nós, que o drama aconteceu. Quando a equipa Visit Madeira rondava uma das bóias em simultâneo com a equipa australiana, entrou uma rajada muito forte. De forma a evitar uma grave colisão, a equipa portuguesa teve que se desviar dos australianos resultando no capotamento do seu barco. Felizmente não existiram quaisquer ferimentos ou danos no GC32, tendo sido endireitado com celeridade.

Dadas as fortes rajadas que se faziam sentir, a comissão de regatas deu como terminado o dia de competição. A equipa suíça Alinghi concluiu o primeiro dia no comando da classificação, com uma regata ganha e dois 2ºs lugares. Os rivais Oman Air, líderes do ‘ranking’, seguem em segundo lugar em Sydney, com vitória na última regata da jornada inaugural.

Comentários