pub

Extreme Sailing Series 2016 | Evento 5

Sail Portugal Termina em 7º na Rússia

Equipa portuguesa Sail Portugal - Visit Madeira não esteve bem em São Petersburgo. Seguem-se duas etapas em Portugal (®LloydImages)
Equipa portuguesa Sail Portugal - Visit Madeira não esteve bem em São Petersburgo. Seguem-se duas etapas em Portugal (®LloydImages)
pub

A equipa portuguesa Sail Portugal – Visit Madeira concluiu em 7º lugar (último) o Evento 5 do circuito mundial de elite Extreme Sailing Series 2016. A etapa foi disputada em São Petersburgo, na Rússia, nos dias 1 a 4 de setembro, e não correu bem à equipa portuguesa, desde logo afetada a partir do segundo dia pela ausência, por lesão, do tripulante algarvio Luís Brito. “Este não foi o nosso campeonato”, reconheceu o comandante da equipa, Diogo Cayolla.

A equipa portuguesa até entrou bem na prova, respondendo com eficácia a um primeiro dia exigente e concluindo essa jornada de abertura na 4ª posição da geral. Luís Brito lesionou-se nas costas por causa do grande esforço realizado nesse dia e não pôde mais dar o seu contributo à equipa em São Petersburgo, sendo substituído por António Fontes.

A Sail Portugal – Visit Madeira concluiu a etapa no último lugar, tendo caído uma posição na última regata do evento. “Não estou contente com este resultado. Tivemos várias situações durante o campeonato que não nos ajudaram. Quando as diferenças são mínimas, todas as situações contam”, lamentou Diogo Cayolla.

O Evento 5 deste circuito de elite de ‘barcos voadores’ GC32 terminou hoje, domingo 4 de setembro, com um dia de regatas impróprio para cardíacos. A equipa suíça Alinghi chegou ao último dia com uma curta margem de vantagem sobre a equipa Oman Air, líder do circuito. A diferença desfez-se durante o dia e as duas equipas largaram para a última regata em igualdade pontual. O vencedor decidiu-se nessa regata, com vantagem para a equipa suíça, que alcançou a sua segunda vitória consecutiva em etapas.

O circuito prossegue agora com duas etapas em Portugal: Ilha da Madeira (22 a 25 de setembro) e Lisboa (6 a 9 de outubro).

Comentários