pub

Guilherme Cavaco e Beatriz Gago brilham em Vilamoura

Algarvios Fazem História no Mundial de Optimist

Algarvio Guilherme Cavaco foi 21º entre 255 participantes no Mundial de Optimist em Vilamoura. Um resultado histórico (®MatiasCapizzano)
Algarvio Guilherme Cavaco foi 21º entre 255 participantes no Mundial de Optimist em Vilamoura. Um resultado histórico (®MatiasCapizzano)
pub

Os dois algarvios da Equipa Nacional de Portugal no Campeonato do Mundo da Classe Optimist 2016 realizaram uma prova histórica em Vilamoura. Guilherme Cavaco alcançou o segundo melhor resultado português em mundiais da classe nos últimos 17 anos. Beatriz Gago deverá ter feito o melhor resultado feminino português de sempre. A fase individual do evento ficou concluída esta sexta-feira, 1 de julho. O suíço Max Wallenberg a sagrou-se Campeão do Mundo e Victoria Shultheis, de Malta, conquistou o título feminino.

Em 2011, o algarvio Rodolfo Pires fez 12º lugar no Mundial de Optimist na Nova Zelândia e esse foi o melhor resultado português dos 12 anos anteriores. Hoje, Guilherme Cavaco, 11 anos de idade, concluiu o Mundial no 21º posto da geral. “Foi uma excelente prestação. Dou-lhe os parabéns, porque cumpriu o objetivo de chegar ao Grupo Ouro e de aprender com os melhores; e ainda conseguiu um bom resultado”, disse Nuno Silva, treinador do atleta no Ginásio Clube Naval de Faro, ao Swell-Algarve.

“O Gui realizou um campeonato incrível, que deixa toda a equipa orgulhosa”, comentou o treinador da Equipa Nacional de Portugal no Mundial, Gonçalo Boto, ao Swell-Algarve.

Beatriz Gago deverá ter feito o melhor resultado feminino português (6º) de sempre (®MatiasCapizzano)

Beatriz Gago deverá ter feito o melhor resultado feminino português (6º) de sempre (®MatiasCapizzano)

Beatriz Gago teve alguns contratempos durante o Mundial em Vilamoura, mas conseguiu integrar o Grupo Ouro e terminar o campeonato no 59º lugar da geral, 6º feminino. Ainda sem o apuramento histórico detalhado, mas confiando na memória de uma fonte próxima destes grandes eventos, a algarvia deverá ter feito o melhor resultado feminino português de sempre em Mundiais de Optimist.

“Apesar de alguns contratempos com material (partiu ontem o moitão da espiche) e de ter sofrido hoje uma desclassificação na largada, a Beatriz Gago realizou um bom campeonato”, comentou o treinador da seleção, Gonçalo Boto.

“Estou super-orgulhoso da Bea. Sei que ela podia ter feito melhor e tive pena de não poder ter estado ao lado dela, para gerir melhor as suas emoções. Ela consegue superar-se, porque é uma excelente atleta e tem um talento fora do normal”, comentou o treinador da atleta no Clube Naval de Portimão, Frederico Coutinho Rato, ao Swell-Algarve.

Equipa Nacional de Portugal realizou um Mundial "muito bom", comentou o treinador Gonçalo Boto (®MatiasCapizzano)

Equipa Nacional de Portugal realizou um Mundial “muito bom”, comentou o treinador Gonçalo Boto (®MatiasCapizzano)

Quanto aos restantes três portugueses em prova, Filipe Egipto foi 22º no Grupo Prata e Manuel Ramos venceu o Grupo Bronze, no qual Diogo Sampaio concluiu a prova em 9º lugar. “De uma forma geral foi muito bom. O nosso meio de comparação habitual é o ano anterior e este campeonato não teve nada a ver”, disse o treinador Gonçalo Boto. Em 2015, na Polónia, o melhor português foi Alex Batista, em 80º lugar, fora do Grupo Ouro. “Uma das nossas grandes preocupações são as largadas. Nesse aspeto, estiveram todos bem e essa uma evolução que ajudou bastante este ano”, comentou Gonçalo Boto.

O último dia de competição individual em Vilamoura foi uma jornada de emoções fortes… e vento fraco. Esta sexta-feira, o vento esteve muito instável de direção de de intensidade em Vilamoura. Estava prevista a realização de duas regatas, mas apenas foi realizada uma regata, com vento de Sudoeste e 10 nós de intensidade.

Suíço Max Wallenberg sagrou.-se Campeão do Mundo em Vilamoura (®MatiasCapizzano)

Suíço Max Wallenberg sagrou.-se Campeão do Mundo em Vilamoura (®MatiasCapizzano)

O norueguês Mathias Berthet chegou ao último dia no comando do Mundial mas foi desclassificado na única largada do dia. O suíço Max Wallenberg foi segundo na regata e beneficiou da desqualificação por largada adiantada do norueguês para conquistar o título. O velejador nórdico, que era líder, ficou com a prata e Muhammad Fauzi Kaman Shah, da Malásia, alcançou o bronze.

No sector feminino, Victoria Schultheis, de Malta, chegou ao lugar mais alto do pódio sendo 20ª classificada na geral. A dinamarquesa Helena Wolff (22ª da geral) e a singapurense Jodie Lai (32ª da geral) foram 2ª e 3ª classificadas feminino, respectivamente.

Max Wallenberg e Victoria Schultheis, os vencedores individuais do Mundial de Optimist 2016 (®MatiasCapizzano)

Max Wallenberg e Victoria Schultheis, os vencedores individuais do Mundial de Optimist 2016 (®MatiasCapizzano)

Amanhã, sábado 2 de julho, disputam-se as primeiras regatas de Team Racing do Mundial de Optimist, com início agendado para as 10h30. O Team Racing é uma modalidade de vela disputada por equipas e próximo de terra, com muita emoção à vista e nos barcos. Vai ser o programa de sábado e domingo, dia de encerramento do Mundial em Vilamoura.

“Esta equipa (Portuguesa) nunca treinou Team Racing. É uma modalidade pouco trabalhada em Portugal. Para o Team Racing no Mundial não temos objetivo a nível de lugar, mas vamos dar o nosso melhor”, prometeu Gonçalo Boto.

Comentários