pub

Circuito Regional de Surf do Centro | Etapa 1

‘Martim’ Magalhães Finalista em Supertubos

Frederico 'Martim' Magalhães esteve em grande nível no regional do Centro em Peniche (®PauloMarcelino/Arquivo)
Frederico 'Martim' Magalhães esteve em grande nível no regional do Centro em Peniche (®PauloMarcelino/Arquivo)
pub

O surfista algarvio Frederico ‘Martim’ Magalhães foi finalista, 3º classificado Open, na primeira etapa do Circuito Regional de Surf do Centro 2016. A prova foi organizada pelo Peniche Surf Clube e ‘largou’ os surfistas em Supertubos clássico no passado fim-de-semana, 20 e 21 de fevereiro. O atleta do Clube Naval de Portimão esteve muito forte e só uma interferência o impediu de discussão mais acessa com Guilherme Fonseca pela vitória em Peniche.

“Condições épicas no primeiro dia do Rip Curl Peniche 2016 powered by Montepio…. vai ficar marcado na memória de todos os que participaram e presenciaram as condições excelentes, com ondas de 1,5m e sets maiores de 2m e um festival de tubos na primeira etapa do Circuito Regional de Surf”, informou o Peniche Surf Clube, no Facebook. Segundo o Swell-Algarve, as condições no segundo dia, domingo, 21 de fevereiro, também foram muito boas em Supertubos.

‘Martim’ Magalhães realizou uma prova muito forte. O surfista algarvio passou os oitavos-de-final Open em 2º na sua bateria e os quartos-de-final em primeiro. No segundo dia, domingo, venceu a sua meia-final e mostrou ‘gás’ suficiente para discutir a vitória com Guilherme Fonseca, que esteve ao seu melhor nível e fez um tubo de 10 pontos no primeiro dia.

Pequeno ‘home vídeo’ com ondas de ‘Martim’ na final

 

A final Open começou com uma interferência assinalada a ‘Martim’ Magalhães sobre Guilherme Fonseca. Foi numa onda dividida, com os surfistas a arrancarem distantes e em direções opostas, em rota de colisão. Os juízes decidiram que Guilherme Fonseca tinha entrado na onda primeiro e ‘Martim’ perdeu metade dos pontos da sua segunda melhor onda.

Apesar da contrariedade, o surfista algarvio ainda lutou com garra e teve o 2º lugar à vista com uma ‘super onda’ em que caiu na junção e que por isso ‘só’ valeu seis pontos. A interferência impediu ‘Martim’ de discutir a vitória ‘mano a mano’ com Guilherme Fonseca. O surfista algarvio foi 3º classificado, atrás do brasileiro Lucas Dias, a quem ganhou nos ‘quartos’ e nas ‘meias’. O 4º classificado foi o açoriano Manuel Morgado.

Comentários