pub

Algarvio consegue também 2º lugar Masters

Gustavo Gouveia Campeão Nacional Grand Masters

Gustavo 'Guga' Gouveia de volta à base na Praia na Rocha, esta segunda-feira, segura a prancha com que brilhou no Campeonato Nacional Masters na Caparica (®PauloMarcelino)
pub

Gustavo ‘Guga’ Gouveia (Clube Naval de Portimão) sagrou-se este fim de semana Campeão Nacional de Surf Grand Masters e Vice-Campeão Nacional de Surf Masters. O surfista algarvio tem 45 anos de idade e volta a conquistar um título nacional 17 anos depois de ter sido Campeão Open. O campeonato nacional com quatro subcategorias Masters em jogo decorreu em condições desafiantes e o Algarve esteve representado por mais surfistas de Portimão: Rui ‘Balin’ Filipe (CNPortimão) e Bruno Freitas (Iate Clube Marina de Portimão).

Caparica Master Classic 2018 sponsored by Almada Forum powered by Corona foi disputado na Praia do Tarquínio, Costa de Caparica, organizado por Associação de Surf da Costa de Caparica e Federação Portuguesa de Surf. O campeonato decorreu em condições atmosféricas e de mar muito difíceis para organização e surfistas.

David Luís (Masters | +35), Gustavo ‘Guga’ Gouveia (Grand Masters | +40), Miguel Sanchez (Kahunas | +45) e Pedro ‘Pirujo’ Couto (Grand Kahunas | +50) foram os vencedores. Refira-se que Miguel Sanchez recuperou o título que havia ganho há dois anos e que Pedro ‘Pirujo’ Couto é campeão Grand Kahuna pelo terceiro ano consecutivo.

Sábado, 24 de novembro, o mar apresentou-se forte, com ondas de metro muito desordenadas por vento intenso de Sul. Gustavo ‘Guga’ Gouveia foi o surfista em destaque no primeiro dia do campeonato. O algarvio luso-brasileiro fez a melhor onda e melhor pontuação do dia nas duas categorias em que competiu: Masters (7,83 pontos em 10 possíveis numa onda | 13,16 pontos em 20 possíveis de ‘score’ num ‘heat’) e Grand Masters (7,00 pontos | 12,00 pontos).

Masters e Grand Masters foram as duas únicas categorias em ação no primeiro dia, já que Kahunas e Grand Kahunas tinham finais diretas. Sábado, Gustavo ‘Guga’ Gouveia venceu duas baterias Masters e mais duas baterias Grand Masters, mostrando forte resistência física e bom surf em mar difícil. Dos restantes dois surfistas algarvios em prova, apenas um sobreviveu ao primeiro dia.

‘Guga’ em ação na Caparica. Algarvio foi o melhor surfista no primeiro dia do Campeonato, ao registar as melhores ondas e ‘scores’ em Masters e Grand Masters (@NunoAlves/IShootU/ASCC)

Rui ‘Balin’ Filipe e Bruno Freitas perderam de primeira em Masters (+35), eliminados na mesma bateria e terminaram a prova nesta subcategoria, respetivamente, em 13º e 19º. A bateria em que foram eliminados foi ganha por Gustavo ‘Guga’ Gouveia.

Na subcategoria Grand Masters (+40), Bruno Freitas perdeu nos quartos-de-final (ronda 2) e terminou em 13º. Rui ‘Balin’ Filipe avançou duas rondas (em primeiro na ronda 1 e segundo nos quartos-de-final) e foi eliminado nas meias-finais, já domingo, terminando em 7º lugar.

Domingo, 25 de novembro o mar manteve-se forte e com ondas de metro mas o vento diminuiu de intensidade, dando algumas tréguas aos ‘masters’ ainda em prova. Gustavo ‘Guga’ Gouveia manteve a fasquia elevada e lutou pela ‘dobradinha’. O algarvio foi apenas batido na subcategoria Masters e por um surfista local, David Luís, que tirou partido do seu forte conhecimento da praia e mostrou estar muito inspirado. Em Grand Masters, ‘Guga’ conquistou o título nacional, numa final a quatro marcada por um duelo renhido entre o algarvio e o ex-campeão Pedro Barbudo.

Gustavo ‘Guga’ Gouveia foi Campeão Nacional Open em 2001 e consegue agora o título de Campeão Nacional Grand Masters, depois de ter sido vice-campeão há dois anos, também na Caparica; e Top 3 nacional o ano passado, na Ericeira. Aos 45 anos de idade, o surfista de Portimão mostrou muito surf e boa resistência física, que lhe valeram também o título de Vice-Campeão Nacional Masters. “Não fui com o intuito de ser campeão. Fui mais para manter o bichinho do surf aceso e continuar a treinar”, disse o campeão, ao Swell-Algarve.

A representação algarvia no campeonato na Caparica foi composta por surfistas locais da Praia da Rocha, todos eles figuras históricas do surf local. Gustavo ‘Guga’ Gouveia e Bruno Freitas são os fundadores, respetivamente, da Future Surfing School e da Playsurf, as duas escolas de surf que existem há cerca de duas décadas na Rocha. São responsáveis por muita formação, muita herança. Rui ‘Balin’ Filipe era o puto que já acompanhava a primeira geração de pioneiros do surf em Portimão. É um verdadeiro ‘gentleman’ do surf e dá também o seu contributo à modalidade como formador e juiz federado.

Os algarvios Gil Rita e João Mealha também estavam inscritos, mas não compareceram na prova.

Filme do Campeonato:

Finais Caparica Master Classic 2018

Masters (+35 anos)

  • 1. David Luís (ASCC) | 12 pts
  • 2. Gustavo ‘Guga’ Gouveia (CNPTM) | 11,67 pts
  • 3. Pedro Soares (CarcSS) | 8,66 pts
  • 4. Hugo Rosendo (ASCC) | 5,70 pts

Grand Masters (+40)

  • 1. Gustavo ‘Guga’ Gouveia (CNPTM) | 12,94 pts
  • 2. Pedro Barbudo (Wanted) | 11,33 pts
  • 3. Pedro Soares (CarcSS) | 10,94 pts
  • 4. João Antunes (ESC) | 9,47 pts

Kahunas (+45)

  • 1. Miguel Sanchez (SCP) | 12,50 pts
  • 2. Pedro ‘Pirujo’ Couto (SCP) | 7,83 pts
  • 3. Paulo Jacinto (ASCC) | 3,86 pts

Grand Kahunas (+50)

  • 1. Pedro ‘Pirujo’ Couto (SCP) | 9,50 pts
  • 2. Eduardo Guerreiro | 6,40 pts
  • 3. José Graça (CRCQL) | 5,53 pts
  • 4. Jorge Ribeiro (CSC) | 5,07 pts
  • 5. José ‘Lufi’ Lafuente (ASCC) | 4,67 pts

Comentários