pub

Prémios XXL EDP Mar Sem Fim

Alex Botelho Vence Onda Grande da Temporada

Algarvio Alex Botelho é o melhor surfista português de ondas grandes da atualidade (®DR)
pub

O surfista algarvio Alex Botelho foi distinguido com o Prémio Onda da Temporada na quarta edição dos Prémios XXL EDP Mar Sem Fim. O atleta de Lagos recebeu também o Prémio Maior Wipeout, consagrando-se como o grande vencedor na gala do projeto português dedicado às ondas grandes.

Alex Botelho tinha ganho o ano passado o Prémio Maior Onda (Remada). Este ano, o algarvio subiu mais alto, ao ser distinguido com dois prémios, incluindo o Prémio Onda da Temporada, atribuído à melhor onda reconhecida pelo júri entre o total de candidaturas submetidas em todas as categorias em competição.

O surfista algarvio concorreu também ao Prémio Maior Onda (Remada), mas estamos em crer que recebeu o Prémio Onda da Temporada pela candidatura ao Prémio Maior Wipeout (vê o video), uma queda impressionante numa montanha de água na Nazaré.

Recorde-se que Alex Botelho conseguiu este ano realizar o sonho de entrar oficialmente no circuito mundial de ondas grandes Big Wave Tour da World Surf League (ver notícia). O surfista algarvio competirem duas provas do BWT 2017/2018 como convidado (‘wildcard’) e conseguiu terminar a época em 8º no ‘ranking’ mundial, dentro do Top 10 que garante qualificação direta para o circuito.

O BWT 2018/2019 está em período de espera desde o passado dia 1 de outubro. O circuito pode começar na Nazaré, Jaws ou Mavericks. O ‘call’ será feito com 48 horas de antecedência. “Finalmente, tenho uma desculpa legítima pela minha falta de empenho em fazer planos para além de dois dias”, comentou Alex Botelho.

Nota de Imprensa EDP Mar Sem Fim

A 4ªedição de entrega de prémios das ondas XXL EDP Mar Sem Fim, na qual foram distinguidos os melhores surfistas de ondas grandes da temporada em Portugal, decorreu dia 11 de outubro. Na edição deste ano foram submetidas 57 ondas e, das 8 categorias premiadas, os destaques vão para Alex Botelho que surfou a onda da temporada e para a onda recorde de Hugo Vau que lhe valeu o prémio de maior onda Tow-in.

Na cerimónia que decorreu no auditório da sede da EDP, foram ainda distinguidos Alex Botelho, na categoria Maior Wipeout, João Macedo com a Maior Onda Remada e na categoria Maior Tubo o prémio foi para Miguel Blanco.

Na edição deste ano houve ainda a atribuição de 3 distinções, para o Rookie e Girl, atribuídas a Lourenço Katzenstein e Joana Andrade respetivamente e Sérgio “Cósmico”, que foi o distinguido na categoria Irmandade, criada este ano, que premiou o piloto de mota de água que mais ajudou os surfistas ao longo da temporada transata.

O Painel de Juízes para esta 4ª edição foi composto por várias personalidades bem conhecidas da comunidade do surf nacional e internacional. O Chefe de Juízes, Eric Rebiere, ex-surfista mundial e entre muitos outros títulos, 2 x campeão europeu liderou um painel de juízes composto por Sebastian Steudtner, Pedro Barbosa, Maya Gabeira, João Parrisot e Jorge “Polvo” Lea.

Comentários