pub

Noah Eurosurf Junior 2018

João Mendonça 4º Melhor Europeu Sub-14

Algarvio João Mendonça chegou à final Surf Sub-14 por Portugal em Santa Cruz (®TiagoSegurado/FPS)
pub

O surfista algarvio João Mendonça foi finalista, 4º classificado Sub-14 no Noah Eurosurf Junior 2018, disputado na Praia do Mirante, nos dias 20 a 29 de julho, no âmbito do Santa Cruz Ocean Spirit 2018. O jovem talento da Arrifana, Aljezur, ajudou a Seleção de Portugal a conquistar o 3º lugar por equipas, resultado ingrato para um colectivo que chegou líder ao último dia da prova.

A Seleção de Portugal defendia o título conquistado o ano passado, apresentou-se com 14 atletas a Santa Cruz, conseguiu levar 11 até às finais e chegou ao último dia na liderança da classificação por equipas. A jornada de fecho foi frustrante para as ambições lusas, sempre atrás dos resultados franceses e espanhóis nas últimas baterias. França venceu, Espanha terminou em 2º e Portugal em 3º, separados por menos de 500 pontos.

João Mendonça em ação no Noah Eurosurf Junior 2018 (®TiagoSegurado/FPS)

“Foi um campeonato bem disputado. Portugal esteve à frente todos os dias da prova. Infelizmente chegámos ao último dia e não nos demos tão bem, como se poderia esperar. Houve também alguma parcialidade no julgamento, o que nos prejudicou bastante“, comentou João Aranha, presidente da Federação Portuguesa de Surf.

“A Filipa Broeiro e o António fizeram um campeonato exemplar. Saímos daqui com dois campeões europeus, dois vice-campeões e mais uns quantos no pódio”, sublinhou o dirigente federativo, manifestando confiança em melhor resultado no futuro. Filipa Broeiro sagrou-se Campeã Europeia Junior em Bodyboard Sub-18 Feminino e António Dantas em Longboard Sub-18. Mafalda Lopes e David Vedor são vice-campeões europeus juniores, respetivamente, em Surf Sub-18 Feminino e Bodyboard Sub-18 Masculino.

Pódio Surf Sub-14 com João Mendonça à esquerda e Martim Nunes ao seu lado (®TiagoSegurado/FPS)

O algarvio João Mendonça disputou a final Surf Sub-14 juntamente com o compatriota Martim Nunes e mais dois atletas franceses. Nessa altura, o título europeu ainda estava ao alcance. A pressão terá feito sentir o seu peso nos ombros dos dois jovens portugueses, que caíram em quase todas as finalizações, enquanto os dois franceses somavam boas ondas completas. Martim Nunes terminou em 3º e João Mendonça em 4º.

Comentários