pub

Velejadores de 10 países no novo centro de estágio algarvio

Vilamoura Sailing Arranca com Casa Cheia

Só entre novembro e dezembro estarão nas águas de Vilamoura 36 embarcações de 49er, classe olímpica, oriundos de quase uma dezena de países (®DR)
Só entre novembro e dezembro estarão nas águas de Vilamoura 36 embarcações de 49er, classe olímpica, oriundos de quase uma dezena de países (®DR)
pub

‘Completamente atípica’ é assim que é descrita a situação que se vive no Vilamoura Sailing, o novo Centro de Alto Rendimento de Vela localizado em Vilamoura.

Acabado de abrir as portas (ver notícia), o Centro de Estágios não pára de receber pedidos de equipas de vela de todo o mundo, que querem usufruir das condições climatéricas e logísticas de Vilamoura para preparar os seus velejadores para as provas de alto nivel, como por exemplo, os próximos jogos olímpicos.

entre novembro e dezembro estarão nas águas de Vilamoura 36 embarcações de 49er, classe olímpica, oriundos de quase uma dezena de paises.

É de destacar o alto nivel desta frota, constituida por tripulações masculinas e femininas, que escolheram Vilamoura como base de treinos durante o Inverno.

«Há seleções nacionais a deslocar toda a sua logistica para Vilamoura, planeando a sua permanência aqui até final de março, com algumas interrupções para irem participar em provas, por exemplo de apuramento para os jogos olímpicos. Serão 5 meses de intensa atividade», refere o responsável pelo Vilamoura Sailing, Ivo Ferreira.

Para já, até final fevereiro, está garantida a presença de mais de 140 velejadores, a que se juntam treindores, elementos da equipa técnica e em alguns casos, familiares.

Com o plano de ação centrado na época baixa, o Vilamoura Sailing «funcionará em contra-ciclo, contribuindo para o combate à sazonalidade. A hotelaria, o alojamento local, a restauração e todos os serviços associados irão beneficiar», salienta o responsável pelo Centro.

Lançado pela Companhia Náutica e pela Marina de Vilamoura, este é um projeto inovador em Portugal precisamente porque estará baseado nos estaleiros da marina, usufruindo de todas as condições e infraestruturas proporcinadas por aquela que venceu a distinção de Melhor Marina Internacional 2015-2017, ou seja, que é considerada ‘a melhor entre as melhores’.

Isolete Correia, diretora da Marina, reage com entusiasmo a esta adesão extraordinária: «É a confirmação de que dispomos das condições ideias para a prática da vela o ano todo e de que contrariar a sazonalidade está ao nosso alcance».

O Centro de Estágios pretende atrair equipas de vela de todo o mundo, de competição e alta competição, colocando à disposição embarcações de várias classes (optimist, Laser, 420, 470 e 49ers).

Embora se preveja que sejam os paises do norte da Europa os principais utilizadores do Centro de Estágios, estão já a decorrer negociações para que Vilamoura se torne a base na Europa de algumas equipas olímpicas da Ásia e América do Sul.

O serviço oferecido pelo Centro será adaptado às medidas de cada equipa mas o objetivo é fornecer pacotes de estágio completos que incluem alojamento, alimentação, transportes, embarcações, equipamentos e até treinadores, caso seja necessário.

Os velejadores terão assim à disposição o que de melhor Vilamoura tem para oferecer.

Fonte: Nota de Imprensa ‘Mar de Histórias’

Comentários