pub

Campeonato Nacional Esperanças | Costa de Caparica

Algarvio Tomás Nunes Faz 5º Lugar Nacional Sub-12

Algarvio Tomás Nunes em ação na Costa de Caparica, na finalíssima nacional Sub-12, onde conseguiu chegar aos quartos-de-final 'man-on-man' (®PedroNunes)
Algarvio Tomás Nunes em ação na Costa de Caparica, na finalíssima nacional Sub-12, onde conseguiu chegar aos quartos-de-final 'man-on-man' (®PedroNunes)
pub

O surfista algarvio Tomás Nunes fez 5º lugar no Campeonato Nacional de Surf Esperanças Sub-12. O atleta do Albufeira Surf Clube chegou aos quartos-de-final ‘man-on-man’ na grande finalíssima disputada na Costa de Caparica, este fim-de-semana, 11 e 12 de novembro. “Estou bué feliz. Fui lá como ‘wildcard’ e consegui 5º lugar. É muito bom”, disse o atleta algarvio, ao Swell-Algarve. O novo Campeão Nacional de Surf Sub-12 é Francisco Ordonhas, da região da Grande Lisboa, atleta do Surfing Clube Costa do Sol.

O Campeonato Nacional de Surf Esperanças Sub-12 foi organizado pelo Surfing Clube de Portugal e Federação Portuguesa de Surf e juntou 32 atletas de todo o País apurados pelos resultados alcançados nos circuitos regionais de surf, incluindo 5 ‘wildcards’ (convites). A prova estava marcada para São Pedro do Estoril, mas foi transferida para a Praia do Paraíso, na Costa de Caparica, devido às previsões de mar.

O Algarve participou com cinco (5) atletas em representação de dois (2) clubes da região: Clube Naval de Portimão e Albufeira Surf Clube. Henrique ‘Piki’ Gomes, Campeão Regional, Nuno Lopes, Vice-Campeão Regional, e Frederico Passarinho conseguiram apuramento direto e os três estão federados pelo CNPortimão, muito embora Nuno e Frederico residam na Grande Lisboa e treinem com academias dessa região. Martim Brandão e Tomás Nunes, do Albufeira Surf Clube receberam dois dos cinco ‘wildcards’ atribuídos pela Federação Portuguesa de Surf (ver notícia).

Tomás Nunes foi o melhor algarvio na finalíssima nacional Sub-12. “Correu-me bem. Passei todos os ‘heats’ em primeiro e com notas boas”, comentou o atleta, ao Swell-Algarve. O surfista de Albufeira só foi travado nos quartos-de-final ‘man-on-man’, em duelo com Salvador Costa, que haveria de chegar à final contra Francisco Ordonhas.

O Campeão Regional do Sul, Henrique Gomes foi o segundo melhor algarvio na Caparica. ‘Piki’ perdeu em 3º na Ronda 4 e concluiu a prova em 9º lugar, tendo conseguido vencer a sua bateria na Ronda 3, impondo-se aí a Salvador Costa, que terminaria vice-campeão nacional. Pelo caminho ficaram dois ‘heats’ em conjunto com o colega de treinos Tomás Nunes, sempre favoráveis a este último. “O ‘Piki’ esteve bem; só perdeu com o Tomás, que conseguiu sempre virar no fim dos ‘heats’. Estão os dois de parabéns”, comentou o treinador dos dois atletas, o surfista Paulo Almeida, ao Swell-Algarve.

Martim Brandão recebeu o segundo ‘wildcard’ FPS mas não conseguiu repetir a boa exibição feita na finalíssima Sub-14, na semana anterior (ver notícia). “Correu muito mal. Fui eliminado logo na Ronda 2”, disse o atleta do Albufeira Surf Clube, ao Swell-Algarve. O mar estava criterioso e o jovem atleta não  teve paciência para fazer as melhores escolhas. “Estava difícil de escolher e as ondas demoravam muito a vir”, reconheceu Martim Brandão, ao Swell-Algarve.

Frederico Passarinho também foi eliminado na Ronda 2, ronda de repescagem na qual competiram os 3º e 4º classificados das baterias da Ronda 1. Mesmo sendo um local da Caparica, surfista da academia de treino Search School, apesar de estar federado pelo CNPortimão, Frederico não conseguiu encontrar-se melhor com as condições do mar.

O vice-campeão regional do Sul Nuno Lopes começou melhor. Surfista da Surf Lisbon Formação, federado pelo CNPortimão, Nuno Lopes conseguiu ‘saltar’ as repescagens, mas perdeu na Ronda 3, numa bateria ganha pelo local Guilherme Costa, que haveria de chegar às meias-finais.

Em jogo esteve o título nacional conquistado o ano passado pelo algarvio João Mendonça (ver notícia). O novo campeão nacional, Francisco Ordonhas, garantiu a permanência do título no mesmo clube, já que em 2016 João Mendonça representou o SCCS no Nacional Sub-12. Francisco Ordenhas realizou uma prova irregular. Fez 2º na Ronda 1, venceu na Ronda 3 e voltou a avançar em 2º na Ronda 4. Mas, a partir daí ganhou todos os duelos e conquistou o título nacional.

Comentários