pub

Surfista algarvio recupera de cirurgia

Jakob Está de Volta !

Jakob Lilienweiss regressou há poucos dias às ondas, após lesão em setembro e cirurgia em outubro (®DR)
Jakob Lilienweiss regressou há poucos dias às ondas, após lesão em setembro e cirurgia em outubro (®DR)
pub

O surfista algarvio Jakob Lilienweiss está de volta às ondas, depois de ter sido submetido a uma cirurgia ao joelho esquerdo, em outubro passado. O atleta do Algarve Surf Clube está a iniciar a fase final da recuperação a tempo de se lançar na nova época desportiva, durante a qual irá competir no circuito mundial de qualificação da World Surf League, na Liga Moche e no Circuito Regional de Surf do Sul.

Jakob Lilienweiss tem 19 anos de idade e é uma das promessas da nova geração sénior do surf algarvio. Pratica um ‘power surfing’ sólido, com ‘carves’ bem vincados. Há dois anos, lesionou-se no joelho esquerdo e recuperou com fisioterapia. Em setembro do ano passado voltou a lesionar-se, no mesmo joelho. O menisco interno rasgou e teve de ser sujeito a uma artroscopia.

Jakob Lilienweiss tem um 'power surfing' muito característico (®DR)

Jakob Lilienweiss tem um ‘power surfing’ muito característico (®DR)

“Só perdi a última etapa da Liga Moche. A época já tinha terminado, para mim”, recorda o surfista. “Mas estava num pico de forma e deitou-me um bocado abaixo. Foi difícil.. demorou algum tempo. Fiquei desde setembro até janeiro sem surfar”, acrescenta Jakob Lilienweiss. Transformar a contrariedade em oportunidade foi a estratégia seguida pelo atleta.

“Compensei com os estudos”, revelou Jakob. O algarvio está frequentar o curso inglês de Economia no Instituto Superior de Economia e Gestão, em Lisboa, e completou agora o primeiro semestre. “Correu bem. Tirei boas notas. Estou muito contente”, sublinha.

O surfista de Tavira voltou há dias ao contato com as ondas. “Comecei a surfar três meses após a operação e estou a regressar devagar. A partir dos seis meses é que já te sentes a cem por cento. No dia 17 de fevereiro vai fazer quatro meses que fui operado”. Jakob Lilienweiss vai recomeçar a treinar de forma metódica, na Associação Profissional de Surf, a partir de fevereiro e acredita que estará em forma no final de março, princípio de abril, quando começam as provas ‘Qualifying Series’ (QS) na Europa e a Liga Moche.

Jakob Lilienweiss quer participar em todas as etapas QS World Surf League na Europa e em todas as etapas do circuito português Liga Moche. O surfista algarvio também quer disputar o Open no Circuito Regional do Sul 2017, “pelo convívio e para estar com os meus pais”. É, precisamente, no circuito regional que Jakob planeia retomar o contato com a competição, dentro de duas semanas, na 1ª Etapa, agendada para 11 e 12 de fevereiro, na Praia da Rocha, em Portimão.

Surfista algarvio regressou este mês ao mar, após paragem forçada por lesão (®SaltyFrames)

Surfista algarvio regressou este mês ao mar, após paragem forçada por lesão (®SaltyFrames)

Lidar com a lesão influenciou a mentalidade competitiva do atleta. “Agora vou para a água sem grande pressão e divirto-me mais, as coisas saem melhor. Quero mudar a minha atitude e relaxar mais nos campeonatos. Mais cabeça e mais calma e corre melhor”, explicou Jakob. Por isso mesmo, o surfista não tem “objetivos de números” para a época desportiva. “Na Liga Moche, quero mostrar o meu surf. No QS, quero melhorar o ‘ranking’ de 2016 (456º mundial, 64º europeu), o que não deve ser difícil (risos)”.

Jakob Lilienweiss vai competir este ano com pranchas Semente Surfboards, com o apoio do conhecido ‘shaper’ Nico Uricchio; e mantém os apoios Ion wetsuits (fatos de neoprene) e Wavetours Surfcamps.

Comentários