pub

Campeonato Nacional de Surf Esperanças 2016 | Finalíssima Sub-18

Bruno Gregório Melhor Algarvio em Matosinhos

Ricardo Augusto, Bruno Gregório (ao centro) e Frabcisco Bívar, os três atletas do Portimão Surf Clube que avançaram diretos da Ronda 1 para a Ronda 3 (®PTMSC)
Ricardo Augusto, Bruno Gregório (ao centro) e Frabcisco Bívar, os três atletas do Portimão Surf Clube que avançaram diretos da Ronda 1 para a Ronda 3 (®PTMSC)
pub

Bruno Gregório foi o melhor algarvio na finalíssima Sub-18 do Campeonato Nacional de Surf Esperanças 2016, que decorreu este fim-de-semana, na Praia Internacional, em Matosinhos, Porto. O surfista de Quarteira, atleta do Portimão Surf Clube, chegou à Ronda 4 da prova, para a qual se qualificou na qualidade de campeão regional do Sul. Luís Perloiro, da Grande Lisboa, venceu a finalíssima e é o novo Campeão Nacional de Surf Sub-18.

A finalíssima nacional no Porto juntou os 32 melhores surfistas Sub-18 do País, apurados pelos circuitos regionais, para discutir o título nacional. O evento Crédito Agrícola Junior Cup 2016 foi organizado por Onda Pura, Associação Onda do Norte e Federação Portuguesa de Surf. Foram realizadas quatro rondas no sábado e três rondas (fases ‘man-on-man’) no domingo, com boas ondas, bom espetáculo e boas notas.

O Algarve esteve representado por cinco atletas: Bruno Gregório, Ricardo Augusto, Francisco Bívar e Henrique Poucochinho, em representação do Portimão Surf Clube; e António Silveira, o vice-campeão regional do Sul, atleta do Clube Naval de Portimão. Nenhum algarvio chegou à fase ‘man-on-man’ a partir dos quartos-de-final, fase com oito atletas ainda em prova.

Bruno Gregório perdeu na fase anterior, na Ronda 4, ronda com 16 atletas e ainda disputada em baterias com quatro atletas cada. Foi o único algarvio a chegar a esta fase da prova. O campeão regional do Sul perdeu em 4º na sua bateria, penalizado com uma interferência, e concluiu a prova em 13º.

“Foi a primeira vez que competi com prioridades. Estava a correr tudo bem no heat, eu estava em terceiro. Veio uma onda e comecei a remar para ela com o Arran (Strong) ao meu lado. Olhei a placa e pensei que tinha prioridade. Percebi que podia aproveitar e forçar o Arran a cometer interferência. Dropámos os dois a onda e eu sai, pensando que tinha corrido bem. Mas depois disseram que a interferência foi minha sobre ele”, comentou Bruno Gregório, para o Swell-Algarve. Arran Strong passou a bateria em 2º e avançou depois até à final, onde perdeu para Luís Perloiro.

Bruno Gregório começou a prova com 2º lugar na Ronda 1, o que lhe permitiu avançar diretamente para a Ronda 3, sem passar pelas repescagens na Ronda 2. Depois, na Ronda 3, Bruno Gregório voltou a apurar-se em 2º, atrás do açoriano Jácome Correia, na mesma bateria em que ficou eliminado o algarvio Henrique Poucochinho, em 3º.

Bruno Gregório e Henrique Poucochinho estiveram por duas vezes juntos em baterias na finalíssima Sub-18: na Ronda 1 e na Ronda 3. No primeiro encontro, Henrique Poucochinho perdeu em 4º e foi para repescagens (Ronda 2), onde venceu o seu ‘heat’. No segundo encontro, na Ronda 3, Henrique Poucochinho foi eliminado.

Henrique Poucochinho foi o único algarvio a passar pelas repescagens. Os restantes algarvios fizeram 2º lugar na Ronda 1 e ‘saltaram’ para a Ronda 3, a ronda fatídica para a maioria da representação algarvia. Além de Henrique Poucochinho foram também eliminados na mesma fase António Silveira, Ricardo Augusto e Francisco Bívar. Os algarvios perderam todos em 3º, numa ronda disputada em baterias com 3 atletas cada, nas quais seguiam em prova os dois primeiros. Os derrotados na Ronda 3 concluíram o campeonato em 17º.

António Silveira perdeu numa bateria ganha por Luís Perloiro, que haveria de sagrar-se campeão nacional. Ricardo Augusto foi eliminado numa bateria ganha por João Moreira, que chegou às meias-finais no campeonato. Francisco Bívar perdeu a precisar de uma nota 3,51. Soube a nota da sua última onda já na areia e foi 3,50. O ‘heat’ foi ganho por Salvador Couto, campeão nacional Sub-16, depois eliminado nos quartos-de-final ‘man-on-man’ por João Moreira.

Recorde-se que três surfistas da representação algarvia – Henrique Poucochinho, Ricardo Augusto e Bruno Gregório – são ainda atletas Sub-16. António Silveira e Francisco Bívar já são Sub-18.

O Campeonato Nacional de Surf Esperanças 2016 irá ficar concluído em novembro, nos dias 5 e 6, com a realização da finalíssima nacional Feminino (Sub-16 e Sub-18), em São Pedro do Estoril, Grande Lisboa. Estão apuradas para essa finalíssima três atletas qualificadas pelo circuito regional do Sul: Yolanda Hopkins (CNPortimão/S18), Concha Balsemão (PortimãoSC/S18+S16) e Joana Carvalho (CNPortimão/Surf Lisbon Formação/S16).

Links:

Finalíssima Nacional Sub-12 | Sagres, Vila do Bispo (outubro)

Finalíssima Nacional Sub-14 | Ericeira (setembro)

Finalíssima Nacional Sub-16 | Peniche (julho)

Comentários