pub

Campeonato Nacional de Surf Esperanças Sub-16

Michael Conlan foi o Melhor do Sul em Peniche

Michael Conlan fez 5º lugar no Campeonato Nacional de Surf Esperanças Sub-16 (®PauloMarcelino/Arquivo/Abr2016)
Michael Conlan fez 5º lugar no Campeonato Nacional de Surf Esperanças Sub-16 (®PauloMarcelino/Arquivo/Abr2016)
pub

Michael Conlan foi o melhor surfista do Sul e melhor ‘wildcard’ no Campeonato Nacional de Surf Esperanças Sub-16, em Peniche. O surfista de Vilamoura chegou pela primeira vez a uma fase ‘man-on-man’ e concluiu o campeonato no grupo dos 5ºs classificados. Bruno Gregório, de Quarteira, também chegou ao dia das finais, tendo sido eliminado na Ronda 4, penalizado com uma interferência. O campeonato foi ganho pelo alemão Dylan Groen e o título de Campeão Nacional Sub-16 foi atribuído ao português Salvador Couto, finalista vencido.

O Campeonato Nacional de Surf Esperanças Sub-16 foi disputado no Cantinho do Baleal, em Peniche, durante o fim-de-semana, 2 e 3 de julho. A prova juntou os 32 melhores surfistas portugueses do escalão etário, os campeões e vice-campeões dos seis circuitos regionais e as restantes vagas distribuídas pelas regiões e mais quatro ‘wildcards’ de acordo com os resultados dos seus representantes no Top 16 do ano anterior.

O Algarve esteve representado por quatro surfistas. O campeão regional Diogo Pereira (Iate Clube Marina de Portimão / Playsurf), o vice-campeão regional Bruno Gregório (Portimão Surf Clube) e os ‘wildcards’ Michael Conlan (Portimão Surf Clube / Academia Profissional de Surf) e Henrique Poucochinho (Portimão Surf Clube / Playsurf).

Prova decorreu no Cantinho do Baleal, Peniche (®PPSC - Peninsula de Peniche Surfing Clube)

Prova decorreu no Cantinho do Baleal, Peniche (®PPSC – Peninsula de Peniche Surfing Clube)

Diogo Pereira e Henrique Poucochinho foram eliminados logo no primeiro dia, sábado, mas Bruno Gregório e Michael Conlan conseguiram continuar em prova para domingo (ler notícia).

Michael Conlan teve um sábado perfeito, vencendo as duas baterias em que participou. No domingo, o surfista algarvio entrou logo na primeira bateria, numa altura em que a maré ainda não estava cheia e nas melhores condições. A bateria teve poucas ondas e Michael apurou-se em 2º para os quartos-de-final ‘man-on-man’, o que o colocou na metade mais difícil do quadro.

Nos quartos-de-final, Michael Conlan travou duelo com Dylan Groen. O surfista algarvio manteve a estratégia de esperar pelas melhores ondas, mas Dylan Groen “abriu muito bem e destruiu”, admitiu o surfista Miguel Mouzinho, treinador do surfista algarvio e delegado da APS no Algarve.

Michael Conlan foi eliminado pelo surfista que iria vencer a prova e terminou o campeonato no 5º lugar. “Estou orgulhoso dele. Fez o que tinha de fazer e foi, talvez, o melhor campeonato dele em termos competitivos. Entendeu bem o jogo e fez pela primeira vez um ‘man-on-man’, o que lhe permite acreditar mais em si”, comentou o treinador, Miguel Mouzinho, para o Swell-Algarve.

Bruno Gregório surfou bem em Peniche, mas foi tramado por uma interferência na Ronda 4 (®PauloMarcelino/Arquivo/Abr2016)

Bruno Gregório surfou bem em Peniche, mas foi tramado por uma interferência na Ronda 4 (®PauloMarcelino/Arquivo/Abr2016)

Bruno Gregório sofreu uma eliminação inglória. O surfista algarvio bateu-se de igual para igual contra um grupo de adversários fortes na Ronda 4 – Joaquim Chaves, Andrés Melendez e João Vidal – e estava em luta aberta pelo apuramento, mas foi-lhe assinalada uma interferência de remada, que o deixou na 4ª posição da bateria.

O treinador do atleta, Francisco Canelas, não concordou com o julgamento e foi travar-se de razões com o chefe de juízes, mas está satisfeito com a prestação de Bruno Gregório. “Ele esteve muito bem; perro na 1ª ronda, bem na 2ª e excelente na 3ª. O que se passou na 4ª ronda foi um escândalo. Ele fez tudo o que planeamos, surfou bem e podia e merecia ter ido mais longe”, comentou Francisco Canelas, para o Swell-Algarve.

Salvador Couto sagrou-se Campeão Nacional Sub-16. O surfista de Matosinhos viajou de imediato para Espanha, para competir no Pro A Coruña, etapa europeia da Junior Tour World Surf League. “Treino e foco foram os meus trunfos. Foi muito compensador ganhar esta prova que apresentou um nível bastante elevado. Todos os meus colegas mostram um excelente surf. Fico muito feliz por esta minha conquista que também é dos meus treinadores Onda Pura e APS e daqueles que me apoiam”, comentou o campeão.

Salvador Couto, Campeão Nacional de Surf Esperanças Sub-16 (®DR)

Salvador Couto, Campeão Nacional de Surf Esperanças Sub-16 (®DR)

Links:

CN Surf Esperanças Sub-16 2016 | Dia 1

Comentários