pub

Ballito Pro powered by Billabong QS 10.000

Marlon Lipke 49º na África do Sul

Marlon Lipke conquistou na África do Sul 600 pontos para o 'ranking' QS (®PauloMarcelino/Arquivo)
Marlon Lipke conquistou na África do Sul 600 pontos para o 'ranking' QS (®PauloMarcelino/Arquivo)
pub

Marlon Lipke (Algarve Surf Clube) concluiu em 49º o Ballito Pro powered by Billabong, evento de 10 mil pontos no circuito mundial de qualificação (QS) da World Surf League. O surfista algarvio perdeu em 3º na Ronda 2, numa bateria ganha por Frederico Morais, que é agora o único português ainda em prova na África do Sul.

Depois das eliminações de Vasco Ribeiro, Pedro Henrique e Nic Von Rupp, ontem, também na Ronda 2; hoje voltou a ser um mau dia para as cores nacionais no evento sul-africano. Tomás Fernandes também perdeu em 3º na sua bateria da Ronda 2 e Marlon Lipke e José Ferreira foram eliminados na mesma bateria, respetivamente, em 3º e 4º. O espanhol Gony Zubizarreta, que passa grande parte do ano na Ericeira e compete na Liga Moche, também perdeu em 3º na Ronda 2.

Marlon Lipke foi eliminado a precisar de uma onda de 4,83 pontos, para roubar o segundo lugar de apuramento ao polinésio Mateia Hiquily. O português José Ferreira perdeu em 4º, mas tinha um requisito ainda mais baixo, porque fez a melhor onda da bateria (6,83 pontos), que não conseguiu reforçar com uma segunda boa onda.

A Ronda 2 sul-africana foi carrasca para muitos surfistas de primeiro nível, como Sebastian Zietz, Jack Robinson, Jadson André e Kanoa Igarashi, para citar alguns. Frederico Morais é agora o único português em prova e vai defrontar, na Ronda 3, Luel Felipe (Brasil), Leonardo Fioravanti (Itália) e Maxime Huscenot (França).

A bateria com o português será a segunda na água após ser retomada a ação no Ballito Pro. O próximo call está marcado para as 7h00 de sexta-feira. Hoje foram já realizadas 10 baterias da Ronda 3 (ronda de 48). O herói local Jordy Smith continua em prova, muito acarinhado pelo público.

Comentários