pub

Allianz Caparica Pro | 8 a 10 abril

11 Surfistas do Algarve na 2ª Etapa Liga Moche

Fato algarvio relevante na etapa vai ser a estreia absoluta de Concha Balsemão na Liga Moche (®PauloMarcelino)
Fato algarvio relevante na etapa vai ser a estreia absoluta de Concha Balsemão na Liga Moche (®PauloMarcelino)
pub

O Algarve vai estar representado por 11 atletas de 4 clubes da região no Allianz Caparica Pro, 2ª Etapa da Liga Moche 2016, que começa já amanhã, sexta-feira 8 de abril, e decorre até domingo. A prova vai ser realizada na Praia do CDS, Costa de Caparica, e marca a estreia do campeão nacional, Frederico Morais, no circuito deste ano e também a estreia absoluta da jovem algarvia Concha Balsemão na Liga Moche.

 “Vai ser a minha primeira vez na Liga Moche. Estou um bocado nervosa, mas vou lá mais para me divertir, sentir o ambiente e ver com elas surfam, para aprender”, disse Concha Balsemão (Portimão Surf Clube), ao Swell-Algarve, a poucas horas de iniciar a viagem para a Costa de Caparica.

O sorteio de baterias (‘Heat Draw’) do Allianz Caparica Pro juntou pares de algarvios em duas sessões na Ronda 1 do quadro Surf Open: Paulo Almeida (PortimãoSC) e Jakob Lilienweiss (Algarve Surf Clube) vão competir juntos na bateria 11; e Francisco Duarte (Clube Naval de Portimão) e Miguel Marinho (Albufeira Surf Clube) vão estar juntos na bateria 16, a última da ronda.

Paulo Almeida e Jakob Lilienweiss vão discutir o apuramento com o cabeça-de-série Filipe Jervis. E, na última bateria da Ronda 1, o jovem Francisco Duarte e o veterano Miguel Marinho vão competir com o galego Gony Zubizarreta, vencedor da 1ª Etapa Liga Moche 2016.

Martim vem do palco basco do QS em Zarautz, onde venceu o 'Aerial Show' e vai defrontar o campeão nacional, Frederico Morais, na Caparica (®DR)

Martim vem do palco basco do QS em Zarautz, onde venceu o ‘Aerial Show’ e vai defrontar o campeão nacional, Frederico Morais, na Caparica (®DR)

A ‘fava’ do sorteio masculino saiu ao algarvio Frederico ‘Martim’ Magalhães (CNPortimão), que vai estar na água com o campeão nacional, Frederico ‘Kikas’ Morais, na bateria 6 da Ronda 1 Surf Open. Marlon Lipke (AlgarveSC), vai estar na bateria de abertura da Ronda 1. Ivan Bailote (AlbufeiraSC) vai defrontar os poderosos jovens Guilherme Fonseca e Francisco Almeida na bateria 14. Eduardo Fernandes (AlgarveSC) vai entrar na bateria seguinte, como cabeça-de-série.

No quadro Surf Feminino vão estar presentes três atletas algarvias e duas delas – Inês Pascoal (AlbufeiraSC) e Concha Balsemão (PortimãoSC) – vão competir juntas no penúltimo ‘heat’ da Ronda 1 feminina. Yolanda Hopkins (CNPortimão) vai estar na última bateria, na qual foi incluída a única ‘wildcard’ do quadro feminino (Mafalda Lopes).

Considerando o alinhamento do sorteio e o fato de as baterias femininas terem apenas três atletas cada, vamos certamente continuar a ver surf algarvio na segunda ronda feminina do Allianz Caparica Pro.

‘Heat Draw Algarvio’

Surf Open | Ronda 1

H1: Marlon Lipke // Vasco Mónica // Simão Penha // ‘trials’

H6: Frederico Morais // Frederico ‘Martim’ Magalhães // Manuel Morgado // João Maló

H11: Filipe Jervis // Paulo Almeida // Jakob Lilienweiss // Ivo Santos (‘wildcard’)

H14: Guilherme Fosneca // Ivan Bailote // Francisco Almeida // João Cardoso

H15: Eduardo Fernandes // Edgar Nozes // Tiago Santos // Ely Cassirer

H16: Gony Zubizarreta // Francisco Duarte // Miguel Marinho // ‘trials’

Surf Feminino | Ronda 1

H5: Carlo Henrique // Inês Pascoal // Concha Balsemão

H6: Mariana Garcia // Yolanda Hopkins // Mafalda Lopes

cartazmoche

Nota de Imprensa Associação Nacional de Surfistas – Liga Moche:

“Os melhores surfistas nacionais estão de regresso à competição já a partir das 8:00 de amanhã, 6ªfeira, para o Allianz Caparica Pro, segunda etapa da Liga MOCHE, que acontece até Domingo na Praia do CDS.

A principal novidade do Allianz Caparica Pro é  regresso à competição de Frederico Morais, atual campeão da Liga MOCHE, depois de ter falhado a primeira etapa na Ericeira. “A expectativa que tenho para 2016 é a de manter o título nacional obtido no ano passado. Certamente não será fácil mas estou focado não só na qualidade do meu surf, como também na minimização dos erros em cada heat. Até porque a Liga é uma boa plataforma de treino para as provas no estrangeiro. Por isso, não escondo a vontade de querer ganhar, sempre” referiu o surfista de Cascais.

Enquanto esteve na Austrália, Frederico confessa que “não consegui ver a etapa por completo mas vi os resumos diários nas redes sociais e deu para perceber o elevado nível de surf e a grande disputa pela vitória final. Adoro a onda de Ribeira D’Ilhas e confesso que me custou bastante faltar à etapa”.

O surfista de Cascais não quis deixar de apontar o papel que a Liga terá na sua carreira daqui para a frente. “A Liga MOCHE é um circuito onde irei estar sempre presente dada a importância que tem para o surf português. A estrutura da Liga é equivalente a muitos eventos das World Qualifying Series, o que a torna num campo de treino incrível para nós surfistas. Isto para além de ser uma óptima plataforma para o lançamento de jovens talentos e para dar a conhecer o surf ao público em geral. Acredito que é da responsabilidade de cada um de nós, surfistas profissionais, ajudar nesta promoção e puxar pelo surf português ao máximo” explica o surfista.

Frederico inicia a batalha pela revalidação do título nacional no heat 6 do Allianz Caparica Pro contra Frederico Magalhães (Algarve), Manuel Morgado (Açores) e João Maló (Cascais). O líder do ranking da Liga MOCHE neste momento é Gony Zubizarreta (Ericeira) que se estreará em prova no heat 16 contra Francisco Duarte (Algarve), Miguel Marinho (Algarve) e outro surfista ainda por apurar vindo da ronda inaugural.

A actual campeã da Liga MOCHE, a cascalense Teresa Bonvalot, estreia-se em prova no heat 3 da categoria feminina contra Beatriz Giralt (Cascais) e Beatriz Santos (Caparica). Já a líder do ranking, Camilla Kemp (Cascais), vai surfar no heat 4 contra Francisca Veselko (Cascais) e Inês Silva (Cascais).

Nota especial ainda para os “wildcards” desta etapa encabeçados por João Antunes, ex-tricampeão nacional, por convite da Associação Nacional de Surfistas, e David Luís, ex-top nacional. A ele juntam-se ainda, a convite da Associação de Surf da Costa da Caparica, nos homens, Ivo Santos e Hugo Rosendo, e, nas senhoras, Mafalda Lopes. Por último, uma mensagem de rápidas melhoras para Nicolau von Rupp que estará mais uma vez ausente por lesão.

As previsões apontam para um fim-de-semana onde não irão faltar ondas, sendo que sexta-feira será o dia maior, com ondas na casa dos dois metros durante a manhã mas a cair em tamanho ao longo do dia. É esperada melhoria gradual para sábado.

Para além das actividades desportivas, o Allianz Caparica Pro verá acontecer uma série de iniciativas paralelas que vão animar a praia, como sessões de autógrafos, pinturas e personalização de pranchas, tshirts e skates no Random Spot do MOCHE, um conjunto de iniciativas de conselhos e segurança no mar trazido pela Allianz Seguros e ainda test drives do Renault Captur. Os principais momentos da agenda, que poderá ser alterada a qualquer momento, são os seguintes:

1º dia – Sexta-feira, 8 de Abril
08h00 – Call primeiro dia de competição
08h30 – Arranque da prova
10h00 – Jogo de Bubble Ball promovido por Renault
12h00 – Palestra Safe Surf promovida pela Allianz Seguros

2º dia – Sábado, 9 de Abril
08h00 – Call segundo dia de competição (por confirmar)
12h00 – Campeonato Bubble Ball promovido por Renault
15h00 – Aulas de Surf gratuitas por MOCHE
16h00 – Renault Expression Session
16h30 – Sessão de Autógrafos promovida por MOCHE

3º dia – Domingo, 10 de Abril
09h00 – Call terceiro dia de competição (por confirmar)
12h00 – Aula de surf gratuita por Renault
15h00 – Finais do Allianz Caparica Pro
16h00 – Cerimónia de Entrega de Prémios do Allianz Caparica Pro

Para além dos títulos nacionais, o Allianz Caparica Pro é também a segunda etapa da Allianz Triple Crown, troféu interno da Liga MOCHE que no conjunto das provas com Naming Sponsor Allianz, irá distribuir mais de 6.000€ entre o vencedor masculino e a vencedor feminina. Encontram-se também em disputa o Ramirez Junior Award, que nesta etapa será atribuído ao melhor surfista sub18 masculino, e a Renault Expression Session, ambos atribuindo 2.500€ anuais, para além do Almada Best Surfer no valor de 1.500€. A premiação global da Liga Moche 2016 será superior a 80.000€ anuais.

Todas as etapas da Liga MOCHE têm transmissão em direto com toda a qualidade da fibra MEO via liga.moche.pt, app mobile Surf MOCHE e MEO Kanal 202020, juntando-se ainda os programas de antevisão e resumo na RTP1 e Bola TV.

A Liga MOCHE é uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MOCHE, Allianz Seguros, Renault, Ramirez, Red Bull, o apoio local da Câmara Municipal de Almada, os parceiros oficiais RTP1, Cidade FM e GO-S.TV e os media partners Diário de Notícias, A Bola, Beachcam, SURFPortugal, ONFIRE, Surftotal e SAPO, e o apoio técnico da Federação Portuguesa de Surf e do Caparica Surfing Clube.”

Links:

1ª Etapa Liga Moche 2016 | Allianz Ericeira Pro Dakine – Ribeira D’Ilhas (março)

Comentários