pub

Apresentado Calendário 2016

Liga Moche Está de Volta

Liga Moche 2016 foi apresentada esta manhã, em conferência de imprensa com a participação de Eduardo Fernandes, à direita, surfista do Algarve Surf Clube (®ANS)
Liga Moche 2016 foi apresentada esta manhã, em conferência de imprensa com a participação de Eduardo Fernandes, à direita, surfista do Algarve Surf Clube (®ANS)
pub
Está dado o arranque para a Liga MOCHE 2016, principal competição nacional de surf que define os campeões nacionais portugueses, masculino e feminino. A primeira de cinco etapas realiza-se na Ericeira, em Ribeira d’Ilhas, entre os dias 18 a 20 de Março, local onde historicamente se vêem algumas das mais entusiasmantes prestações dos surfistas portugueses. O calendário deste ano é igual ao do ano anterior.
A apresentação da Liga Moche 2016 foi feita esta manhã, terça-feira 1 de março, no Museu do Desporto, no Palácio Foz, em Lisboa. A conferência de imprensa contou com a participação do presidente da Associação Nacional de Surfista, Francisco Rodrigues, e a diretora de Marketing de Comunicação da Portugal Telecom. Participaram também alguns surfistas, incluindo Eduardo Fernandes, do Algarve Surf Clube, e Ruben Gonzalez, Tiago Pires e Filipe Jervis.
Tiago Pires, único surfista português a passar pela elite mundial, é uma das estrelas em evidência e, mesmo já tendo encerrado a sua participação em competições internacionais, apresenta-se bastante focado num só objectivo: “2015 foi um ano que me correu bem mas este ano posso dizer que tenho o objectivo de ser campeão nacional. Há várias provas em que conseguimos reunir os surfistas portugueses que estão a viajar e logo isso aumenta o nível dos campeonatos para um nível europeu. Por isto, o nível está muito bom!”
Decorridos mais de 25 anos desde do primeiro circuito nacional, Francisco Rodrigues, presidente da Associação Nacional de Surfistas, não esconde a sua satisfação quanto ao actual momento da Liga MOCHE: “Estamos muito contentes com o processo de consolidação da principal competição nacional. A tradição da disputa dos títulos nacionais já vai longa, configurando-se novamente com muita força desportiva e um caminho de regularidade que se traduz em forte apetência comercial. Há uns desafios interessantes para 2016 centrados no equilíbrio das carreiras internacionais de alguns com a vontade de vencer dos mais novos e a experiência de Tiago Pires e Ruben Gonzalez.”Para Luiza Galindo, diretora de Marketing de Comunicação da Portugal Telecom, “a presença pelo 4º ano consecutivo do MOCHE como Umbrella Sponsor da Liga vem comprovar o sucesso do envolvimento que a marca da PT assumiu com a ANS em 2013 e também o reconhecimento desta que é a principal competição do surf nacional, que define os campeões nacionais portugueses. A ligação das marcas PT ao Surf dura há 10 anos e é inequivocamente uma aposta ganha da empresa. Uma aposta clara no segmento jovem com os seus valores – irreverência, ousadia, jovialidade – para um desporto que cada vez mais é uma bandeira nacional, razões que justificam a continuidade da associação à modalidade”

Em 2016, a Liga MOCHE volta, então, a apostar num modelo de 5 etapas calendarizadas de forma estratégica para permitir que todos os surfistas portugueses estejam em Portugal quando chegar o momento de vestir a ‘lycra’ e entrar na água, incluindo-se aqui os que correm os circuitos mundiais. Assim, o calendário da Liga MOCHE para 2016 é o seguinte:

18 a 20 Março – Allianz Ericeira Pro by Dakine
8 a 10 Abril – Allianz Caparica Pro
13 a 15 Maio – Sumol Porto Pro
3 a 5 Junho – Allianz Sintra Pro
6 a 8 Outubro – Cascais Pro

O calendário 2016 é igual ao de 2015, interrompendo um ciclo de calendários que tinham uma etapa itinerante por ano. Segundo explicou fonte da Associação Nacional de Surfistas, ao Swell-Algarve, a manutenção este ano das mesmas etapas e com os mesmo alinhamento deve-se “ao sucesso do modelo do ano passado” e à falta de maior envolvimento por parte de câmaras municipais de outras paragens. Não quer com isto dizer, ressalva a fonte, que a etapa itinerante não regresse em futuras edições da liga.
À semelhança das edições anteriores, a Liga MOCHE mostra-se também aliciante quanto aos seus troféus paralelos, onde os surfistas vão poder disputar a Allianz Triple Crown que, no conjunto das provas com Naming Sponsor Allianz, irá  distribuir 6.350€ entre o vencedor masculino e a vencedora feminina. Por seu turno, o Ramirez Junior Award voltará a colocar os mais novos em evidência com uma premiação de 2.500€ anuais. Já as Renault Expression Sessions vão garantir momentos únicos de exibição de manobras espectaculares, atribuindo também 2.500€ anuais aos vencedores. As novidades ficam por conta dos Municípios de Almada e Sintra, onde haverá um prémio de 1.500€ reservado aos surfistas locais. No cômputo geral, a Liga Moche 2016 atribuirá mais de 80.000€ em premiação monetária directa aos surfistas.
Todas as etapas da Liga MOCHE têm transmissão em direto via liga.moche.pt, app mobile Surf MOCHE e MEO Kanal 202020, juntando-se ainda os programas de antevisão e resumo na RTP1 e Bola TV.A Liga MOCHE é uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MOCHE, Allianz Seguros, Renault, Ramirez, Sumol, Red Bull e Dakine, os apoios locais dos Municípios de Mafra, Almada, Porto, Sintra e Cascais, os parceiros oficiais RTP1, Cidade FM e GO-S.TV e os media partners Diário de Notícias, A Bola, Beachcam, SURFPortugal, Onfire, Surftotal e Sapo, e o apoio técnico da Federação Portuguesa de Surf, Ericeira Surf Clube, Caparica Surfing Clube, Onda Pura, Bar do Fundo e Clube Recreativo e Cultural da Quinta dos Lombos.

Fonte: Nota de Imprensa Associação Nacional de Surfistas

Comentários