pub

Entrevista

Francisco Duarte Prepara Campanha Europeia

Francisco Duarte durante uma sessão na sua praia, em Portimão, no fim-de-semana 23 e 24 de janeiro (®SaltyFrames)
Francisco Duarte durante uma sessão na sua praia, em Portimão, no fim-de-semana 23 e 24 de janeiro (®SaltyFrames)
pub

Francisco Duarte saiu de Portimão em 2013 e mudou-se para a Grande Lisboa, para perseguir o sonho de ser surfista profissional, treinado-se então com a Surftechnique e agora Academia Profissional de Surf.  O surfista algarvio cumpriu em 2015 a sua última época junior com resultados estimulantes: foi campeão regional do Sul Sub-18, fez 13º lugar numa etapa da Liga Moche e foi chamada à Seleção de Portugal para o Mundial Junior por equipas na California. O atleta falou ao Swell-Algarve sobre a abordagem à primeira época desportiva como adulto. “A minha prioridade e foco é dar-me bem no QS”, disse o surfista algarvio.

Swell-Algarve: Estás a sair de uma lesão que te manteve fora de água durante três semanas; quando regressaste e como te sentes?

Francisco Duarte: Regressei há exatamente uma semana. Senti-me bastante bem em regressar à agua e aos treinos, bastante motivado, apesar de me ter sentido um pouco fora de ritmo, consegui adaptar-me facilmente à rotina dos treinos. Embora tenha sido uma lesão pouco grave (ferida num pé), foi bastante importante ter tido paciencia suficiente para que a ferida cicatrizasse a 100%, para que, uma vez de volta aos treinos, esta não retrocedesse.

Este é o ano da tua estreia no QS. Qual é o teu plano de eventos para o circuito mundial de qualificação?

O meu primeiro QS será o Pro Zarautz, em Zarautz, no País Basco, de 30 de março a 3 de abril. O plano será competir na Perna Europeia, fazer todos os Europeus, ir também a Marrocos e a Martinique. Para já, esse é o plano, eventualmente poderei vir a fazer mais uma ou outra etapa, também consoante as eventuais oportunidades que poderão surgir, também no que diz respeito aos QS6000.

Surfista algarvio esteve parado devido a lesão e está a voltar ao ritmo, como se viu este fim-de-semana na Praia da Rocha (®JoaoBracourt)

Surfista algarvio esteve parado devido a lesão e está a voltar ao ritmo, como se viu este fim-de-semana na Praia da Rocha (®JoaoBracourt)

Quais são as tuas expetativas no QS?

Uma vez que será o primeiro ano a competir no QS e que este será o meu ano-base, as expetativas são dar sempre o meu melhor, ir sem pressão e sem estar a pensar num resultado, com o objetivo de ganhar o maior ‘raking’ possível e mostar o meu potencial.

Qual a onda pela qual tens maior curiosidade e porquê?

Talvez a etapa em Martinique. Sempre associei e achei as Ilhas Caraíbas mais um destino familiar e de férias, e penso que também será bom ir para este destino com um foco diferente daquilo que eu idealizava.

Vais fazer a Liga Moche a fundo este ano? Até onde pensar chegar no ‘ranking’?

R: Sim, vou. No ano passado acabei por conseguir o meu melhor resultado de sempre numa Liga Moche, uns quartos-de-final (13º no Porto, Espinho), em que fiz boas prestações ao longo dos ‘heats’ e que acredito que poderia ter ido mais longe. Este ano, tudo o que for melhor de top 16 já é positivo.

Francisco Duarte concluiu a sua carreira junior como Campeão Regional do Sul Sub-18 (®PauloMarcelino/Arquivo/Faro)

Francisco Duarte concluiu a sua carreira junior como Campeão Regional do Sul Sub-18 (®PauloMarcelino/Arquivo/Faro)

Em 2015 representaste Portugal na California. Qual foi a sensação?

Foi um grande orgulho representar as cores do nosso país e um objectivo pelo qual sempre trabalhei e nunca desisti de concretizar. Na minha opinião, acho que já tive alguns momentos em que fui bastante feliz e momentos altos ao longo da época, nomeadamente algumas prestações no Projunior Europeu ou até mesmo na Etapa da Liga Moche, em Espinho (Porto).

Estás no alto rendimento da APS, a treinar com campeões. Pensas em ser campeão nacional?

Sem dúvida, que gostaria muito de um dia ter a oportunidade de conquistar esse título, mas na verdade a minha prioridade e foco a médio-longo prazo será dar-me bem nos QS e manter-me numa situação estável e entre os melhores. Mas também teria muito orgulho se um dia isso vier acontecer.

Sempre que pode, Francisco Duarte vem visitar a família e as ondas ao Algarve (®JoaoPedroLeopoldo)

Sempre que pode, Francisco Duarte vem visitar a família e as ondas ao Algarve (®JoaoPedroLeopoldo)

Vais competir no Circuito Regional de Surf do Sul 2016, apesar de já não seres Esperança?

Estou a pensar competir no Circuito Regional do Sul, uma vez que é a região de onde eu sou, onde aprendi a surfar e onde tudo começou, e por isso acho que devo continuar a apoiar este circuito e ajudá-lo a crescer. Acho ainda que é uma boa forma de agradecer ao Clube Naval de Portimão por todo o apoio que me tem dado e assim, competir e representar o Clube na região. Para além de ser um bom treino para manter o ritmo competitivo e para avaliar, em formato de competição, aquilo que tem sido treinado.

Ficha

Nome: Francisco Duarte

Data de nascimento: 11-07-1997

Clube: Clube Naval de Portimão

Treinador(es): David Raimundo, Nuno Telmo e Enrique “Kike” Lezano (Academia Profissional de Surf, APS)

Apoios: Xhapeland, Wanted, White Clinic, FCS, Gorilla Grip, Memmo Baleeira Hotels, Aljezur Surf Experiences, Bart, Mega Craque Clube e Clube Naval de Portimão

Posição na prancha: Regular

Ranking 2015:

  • Circuito Regional de Surf do Sul – Campeão Sub-18
  • Campeonato Nacional de Surf Esperanças (Sub-18) – 9º
  • Circuito Nacional de Surf Open (Liga Moche) – 43º
  • Circuito Europeu Projunior – 38º

Página Oficial de Atleta: https://www.facebook.com/Xicoduarte97/?fref=ts

 

Comentários