pub

Matinal na Praia da Rocha

Pequenos em Grande Plano

Constância Simões, 8 anos de idade, perdeu o medo e está cada vez mais segura no arranque na onda (®PauloMarcelino)
Constância Simões, 8 anos de idade, perdeu o medo e está cada vez mais segura no arranque na onda (®PauloMarcelino)
pub

A manhã desta quarta-feira, 23 de dezembro, foi de autêntica enchente na Praia da Rocha. Mais de 40 surfistas espalharam-se ao longo de um quilómetro de linha de ondas e treinaram-se durante horas. Em tempo de férias escolares, o que mais gosto deu em ver foi o empenho dos mais novos… em seguir e ultrapassar as pisadas dos mais velhos.

‘Dropinanços’ à parte, a confusão obrigou a maior concentração e todos fizeram ondas, porque as havia em tamanho moderado por toda a praia. Da sessão matinal de hoje na Rocha destacamos os mais novos, porque são eles o futuro e porque anda aí muito talento de palmo e meio nas ondas. Três pequenos em grande plano nas ondas do dia.

Constância Simões, 8 anos (®PauloMarcelino)

Constância Simões, 8 anos (®PauloMarcelino)

Constância Simões, 8 anos de idade, foi a surpresa da manhã. A Constância perdeu o medo e já entra nas ondas do seu tamanho e até maiores. Ajudada pelo pai, o surfista José Alberto Simões (‘Simon’), a Constância mostrou estar a afinar bem as técnicas do ‘take off’ e do ‘drop’, sugerindo estar ali um novo talento a despontar.

Henrique Poucochinho, 14 anos. Discreto mas eficaz (®PauloMarcelino)

Henrique Poucochinho, 14 anos. Discreto mas eficaz (®PauloMarcelino)

Henrique Poucochinho, 14 anos de idade, está de volta às ondas após uma breve pausa devido a lesão numa mão. Muito discreto, como é seu timbre, quase ninguém dá por ele, até ao momento em que se levanta na prancha e desliza nas ondas maiores de ‘set’. A forma como mexe a cabeça no momento do ataque ao ‘lip’ é uma imagem sua muito própria.

Diogo Pereira, 14 anos. Sempre à procura de ondas e aplicado na finalização (®PauloMarcelino)

Diogo Pereira, 14 anos. Sempre à procura de ondas e aplicado na finalização (®PauloMarcelino)

Diogo Pereira, 14 anos de idade, sempre irrequieto no ‘line up’. É já um competidor experiente, tal como Henrique Poucochinho, mas nota-se evolução de dia para dia. Vagueia por quase toda a praia, sempre à procura dos melhores ‘picos’ e entra nas ondas com uma enorme facilidade. Depois bate no ‘lip’ a seu belo prazer e insiste na finalização, cada vez mais forte.

Comentários