pub

QS 1.500 | World Surf League

Marlon 9º no Pantin Classic Galicia Pro

O mar esteve sempre pequeno (meu-metro) na lindíssima baía em Pantin, sempre com muito público (®WSL)
O mar esteve sempre pequeno (meu-metro) na lindíssima baía em Pantin, sempre com muito público (®WSL)
pub

Marlon Lipke (Algarve Surf Clube) foi 9º classificado no Pantin Classic Galicia Pro, concluído este domingo, 6 de setembro. O surfista algarvio foi o 3º melhor português na prova masculina, a valer 1.500 pontos para o circuito mundial ‘Qualifying Series’ (QS) da World Surf League (WSL). O melhor português foi Pedro Henrique, semi-finalista, seguido por Ruben Gonzalez, em 5º lugar. O brasileiro Thiago Camarão venceu a final masculina em duelo com o compatriota Deivid Silva.

O Algarve Surf Clube esteve representado no QS galego (único em Espanha) por mais um surfista, Eduardo Fernandes, que perdeu em 4º na sua bateria da Ronda 4 (ronda de 32) e concluiu a prova em 25º. Resultado idêntico foi alcançado por outro português, João Kopke.

Eduardo Fernandes em ação em Pantin, onde chegou à Ronda 4, concluindo a prova em 25º (®WSL)

Eduardo Fernandes em ação em Pantin, onde chegou à Ronda 4, concluindo a prova em 25º (®WSL)

Marlon Lipke avançou em 2º para a Ronda 5 (ronda de 16) e depois perdeu em 3º, terminando a prova em 9º lugar. Foi um bom resultado, sobretudo, devido ao ‘meio-metrinho’ persistente em Pantin, ‘mar demasiado pequeno’ para o estilo de surf e massa corporal do surfista algarvio.

Marlon competiu em condições muito difíceis para o seu estilo de surf e massa corporal (®WSL/LaurentMasurel)

Marlon competiu em condições muito difíceis para o seu estilo de surf e massa corporal (®WSL/LaurentMasurel)

Marlon é surfista Top 100 mundial (2014) e por isso tem entrada nos QS 10.000, os mais importantes no circuito mundial de qualificação. O surfista algarvio tem fortes ligações à Galiza, ‘casa’ do seu ex-patrocinador (Vazva) e competiu acompanhado pelo amigo e sócio Gony Zubizarreta, 13º classificado na prova (4º no seu ‘heat’ da Ronda 5). Gony é um favorito local e a viagem serviu aos dois amigos para promover em Espanha a sua marca de acessórios técnicos de surf, Jam Traction.

Ruben Gonzalez alcançou um brilhante 5º lugar em Pantin (®WSL/DamienPoullenot)

Ruben Gonzalez alcançou um brilhante 5º lugar em Pantin (®WSL/DamienPoullenot)

Ruben Gonzalez realizou uma excelente prova na Galiza, avançando até aos quartos-de-final ‘man-on-man’, onde foi travado pelo basco Ethan Egiguren após batalha intensa nas ‘ondinhas’. O melhor português em Pantin foi Pedro Henrique, surfista da ‘escola’ brasileira e de baixa estatura, o que lhe permitiu adaptar-se melhor a um mar onde foi difícil pontuar alto. Pedro Henrique perdeu para Deivid Silva nas meias-finais e concluiu a prova em 3º lugar.

'Levezinho', Pedro Henrique adaptou-se melhor ao mar pequeno e chegou às meias-finais. Foi o melhor português na Galiza (®WSL/DamienPoullenot)

‘Levezinho’, Pedro Henrique adaptou-se melhor ao mar pequeno e chegou às meias-finais. Foi o melhor português na Galiza (®WSL/DamienPoullenot)

Thiago Camarão venceu o duelo brasileiro na final e sagrou-se campeão masculino da 28ª edição do Pantin Classic Galicia Pro. O evento incluiu também o QS feminino, este a valer 6.000 pontos, ganhos por Chelsea Tuach. A surfista de Barbados assumiu o 4º lugar no ‘ranking’ do circuito de qualificação feminino e já tem o Championship Tour (CT) 2016 à vista.

Comentários