pub

Campeonato Nacional de Surf Esperanças 2018

Martim Brandão Vice-Campeão Nacional Sub-12

Martim Brandão, de branco, no pódio em Peniche com o campeão Matias Canhoto e o presidente da FPS, João Aranha (®DR)
pub

Martim Brandão (Albufeira Surf Clube) é o novo Vice-Campeão Nacional de Surf Sub-12. O jovem surfista algarvio só perdeu uma bateria na Baía de Peniche, a final ‘man-on-man’ contra o local Matias Canhoto, novo Campeão Nacional, contra quem já tinha batalhado nas ondas da Praia do Vau, em Portimão, na única etapa que não venceu no Circuito Regional de Surf do Sul 2018.

A finalíssima Sub-12 do Campeonato Nacional de Surf Esperanças 2018 decorreu em Peniche, nos dias 30 de junho e 1 de julho, organizada por Federação Portuguesa de Surf e Península de Peniche Surfing Clube. Estiveram presentes 24 atletas do escalão etário, qualificados através dos seis circuitos regionais portugueses de surf.

Matias Canhoto e Martim Brandão na Praia do Vau, em Portimão, onde mediram forças em março deste ano, numa prova do Regional Sul (®PauloMarcelino/arquivo)

O Algarve tinha quatro (4) atletas qualificados para a prova em Peniche, mas Constância Simões (Portimão Surf Clube) não compareceu por se encontrar em viagem na California, EUA. Além de Martim Brandão, Campeão Regional do Sul, o Algarve esteve representado pelo vice-campeão regional, Alexandre Ferreira (agora atleta do Portimão Surf Clube, antes atleta do Algarve Surf Clube) e por Louis Escudeiro (PortimãoSC).

Louis Escudeiro passou a primeira bateria em segundo e perdeu na ronda seguinte. Alexandre Ferreira também passou a primeira ronda em segundo e chegou aos quartos-de-final. Martim Brandão venceu todas as baterias – incluindo a da primeira ronda em que Alexandre Ferreira avançou em segundo – e só perdeu na final. Matias Canhoto voltou a impedir a vitória de Martim Brandão, tal como havia feito na etapa do Regional Sul em Portimão.

Martim Brandão com o seu tio e treinador Ivan Bailote (®PauloMarcelino/arquivo)

O objectivo de Martim Brandão em Peniche era chegar à final e esse foi alcançado. “Para o próximo ano também quero chegar à final, mas em Sub-14”, adiantou o algarvio, ao Swell-Algarve. Martim Brandão é um miúdo elétrico e fascinado pelo surf. O percurso do jovem algarvio na modalidade está sob tutela do tio e treinador Ivan Bailote, competidor habitual na Liga MEO Surf.

Comentários