pub

Exposição fotográfica | João Rodrigues

Últimos Dias de ‘Águas Vivas’ em Faro

pub

João Rodrigues, fotógrafo subaquático de História Natural, apresenta no Fórum Algarve, em Faro, a exposição ‘Águas Vivas’, onde são exibidas fotografias que captam momentos únicos de animais marinhos nas águas algarvias, revelando o património natural escondido abaixo da superfície. A mostra fotográfica pode ser visitada até sexta-feira 23 de março.

João Rodrigues, fotojornalista de história natural e conservação, nasceu em 1989, na cidade de Torres Novas. Fascinado pelo mundo natural, mudou-se para Faro, aos 17 anos de idade, para estudar biologia e satisfazer o seu desejo de viver perto do mar. Licenciou-se em Biologia pela Universidade do Algarve e obteve o grau de Mestre em Biodiversidade e Conservação Marinha pela Universidade de Ghent, na Bélgica.

Como biólogo e mergulhador, João Rodrigues tem sido muito ativo na exploração e no estudo de ambientes marinhos e aquáticos. Desde 2010, tem trabalhado em diversos cenários desafiantes como: grutas de água doce, montes submarinos profundos da Dorsal Mesoatlântica, águas geladas dos mares nórdicos, naufrágios do mar báltico, grutas marinhas, estuários, recifes, rios, lagos. João participou em várias campanhas de fotografia para revistas internacionais de mergulho e deu o seu contributo a documentários como “Europe´s Wild Islands” da National Geographic Channel, “Blue Planet 2” da BBC, “Oásis-Azores Islands-North Atlantic Ocean” da NHK, “+ ou – 5mètres” do canal Arte,  “Life at the Extreme-Deep / Azores” do canal iTV etc.

João Rodrigues acredita que a fotografia é uma das armas mais poderosas para a conservação da Natureza. Atualmente, é colaborador da revista National Geographic Portugal e encontra-se a trabalhar em projetos de divulgação do património natural subaquático algarvio assim como a colaborar com grupos de investigação de universidades portuguesas.

‘Águas Vivas’ retrata a beleza subaquática da região do Algarve, que em parte se encontra ameaçada e pretende contribuir para que mais pessoas possam conhecer este tesouro submerso que merece a especial atenção de todos.

As inquietantes notícias sobre a prospeção e exploração de hidrocarbonetos, assim como a poluição e sobre-exploração pesqueira reforçam o valor da missão desta exposição fotográfica: sensibilizar a comunidade para a necessidade de preservação do ecossistema marinho.

Comentários