pub

Joana Schenker (atleta) e Francisco Pinheiro (treinador)

O Que Muda na Vida de Um Casal Campeão do Mundo?

Francisco Pinheiro e Joana Schenker vivem juntos. "É mais difícil treinar a Joana que viver com ela", diz Francisco, entre sorrisos (®PauloMarcelino)
Francisco Pinheiro e Joana Schenker vivem juntos. "É mais difícil treinar a Joana que viver com ela", diz Francisco, entre sorrisos (®PauloMarcelino)
pub

Em outubro deste ano, a algarvia Joana Schenker sagrou-se campeã do Mundo de Bodyboard no circuito de elite APB World Tour. O que mudou na vida da atleta e do seu companheiro e treinador Francisco Pinheiro? “A vida é exatamente a mesma. A responsabilidade é que é um bocadinho maior”, respondeu a campeã, ao Swell-Algarve.

Joana Schenker e Francisco Pinheiro são um casal bem conhecido na cena nacional e internacional do bodyboard. São a alma da Associação de Bodyboard de Sagres. Francisco Pinheiro é um dos melhores atletas nacionais da modalidade e tem desenvolvido um intenso trabalho de treino desportivo, já com diversos títulos nacionais Esperanças alcançados por jovens atletas por si formados.

Joana Schenker é treinada há muitos anos por Francisco Pinheiro e, aos 30 anos de idade tem estatuto de tetracampeã nacional e europeia de campeã mundial de bodyboard feminino.

“Este título mundial não é uma coisa assim tão estranha. Eu sabia que tínhamos, a Joana tinha potencial para isso. Temos uma visão muito própria do bodyboard e deu resultado. Nós não alteramos a nossa maneira da fazer as coisas para ganhar um campeonato. Tentamos seguir sempre o que é correto e temos uma campeã do mundo de quem toda a gente gosta, sem jogos sujos”, comentou Francisco Pinheiro, ao Swell-Algarve.

“Tenho a mesma pica, a mesma vontade de evoluir, se calhar tenho mais agora, por causa da responsabilidade. O mundo do bodyboard está agora a olhar mais para mim. Em qualquer lugar que vá estou a representá-lo e isso é uma responsabilidade”, diz Joana Schenker.

Estas primeiras semanas após a conquista do título mundial foram preenchidas com inúmeras solicitações da comunicação social. A atenção e a fama não desviaram o casal da “visão muito própria” que têm do bodyboard. “O nosso principal foco era, é e vai continuar a ser surfar melhor, divertir-mo-nos a surfar e as coisas boas vêm por acréscimo”, explica Francisco Pinheiro.

“Os campeonatos não são a razão porque fazemos bodyboard. Surfar com dois amigos, ou apanhar umas boas ondas sozinha é o mais valioso”, sublinha Joana Schenker. Palavras de Campeã do Mundo. Mensagem a reter.

Comentários