pub

Ondas Grandes

Alex Botelho Vence Prémio Principal Mar Sem Fim

Algarvio Alex Botelho recebeu o prémio pela maior onda remada do inverno (®EDPMarSemFim)
Algarvio Alex Botelho recebeu o prémio pela maior onda remada do inverno (®EDPMarSemFim)
pub

Alex Botelho foi o grande vencedor da 3ª edição dos prémios de ondas grandes EDP Mar Sem Fim. O surfista algarvio venceu na categoria EDP Maior Onda Remada, que atribuiu o mais elevado prémio monetário. A onda que lhe valeu o prémio foi surfada na Nazaré e filmada pelo também algarvio Vasco Valadas, no dia 22 de dezembro de 2016.

A cerimónia de entrega de prémios decorreu ontem à tarde, quarta-feira 20 de setembro, no edifício sede da EDP, em Lisboa. O projeto EDP Mar Sem Fim distinguiu a melhor onda em quatro categorias, tendo os vencedores sido escolhidos entre 87 candidaturas submetidas durante o inverno. O Canhão da Nazaré foi, mais uma vez, o grande protagonista.

O algarvio Alex Botelho venceu o prémio que distinguiu o surfista que apanhou ‘a braços’ a maior onda do inverno, no valor de 1750 euros. Foi o prémio principal da cerimónia. Já o ano passado, na 2ª edição dos prémios EDP Mar Sem Fim, o surfista algarvio tinha sido a principal estrela, ao conquistar três dos cinco prémios atribuídos (ver notícia).

Na cerimónia de ontem, Nic Von Rupp ganhou o prémio Mar Sem Fim Maior Wipout (Nazaré | 500 euros), João de Macedo recebeu o prémio G-Shock Melhor Tubo (Açores | 1000 euros) e João Guedes foi distinguido com o prémio Nazaré Maior Onda Tow-In (Nazaré | 1250 euros). Além destes prémios nas quatro categorias principais foram também atribuídos os prémios Best Girl (Joana Andrade) e Best Rookie (António Laureano, 14 anos de idade).

Os premiados EDP Mar Sem Fim 2016/2017 (®EDPMarSemFim)

Os premiados EDP Mar Sem Fim 2016/2017 (®EDPMarSemFim)

 

Comentários