pub

5ª Etapa Feminina Liga Moche 2016

Yolanda Hopkins Finalista Miss Sumol Cup

Yolanda Hopkins fez hoje a sua primeira final a dois na Liga Moche (®PauloMarcelino/Arquivo)
Yolanda Hopkins fez hoje a sua primeira final a dois na Liga Moche (®PauloMarcelino/Arquivo)
pub

Dia histórico para o surf algarvio. Yolanda Hopkins (Clube Naval de Portimão) alcançou hoje, quinta-feira 18 de agosto, a sua primeira final a dois no circuito nacional de surf open feminino. A surfista algarvia foi finalista na 5ª Etapa Feminina da Liga Moche 2016, disputada esta tarde na praia da Costa Nova, em Ílhavo, no âmbito da 12ª edição do Miss Sumol Cup. Yolanda perdeu a final para Carol Henrique, que nessa altura já era campeã nacional por antecipação.

Yolanda Hopkins já tinha conseguido chegar a uma final feminina na Liga Moche, em 2014, no Porto, mas ainda no formato de bateria com quatro finalistas (ver notícia). Hoje, disputou a sua primeira final Liga Moche a dois. Yolanda Hopkins (9,47 pontos) perdeu o duelo na final contra Carol Henrique (10,70 pontos), na terceira bateria que disputou hoje com a nova campeã nacional em Ílhavo.

Yolanda encontrou Carol logo na primeira ronda, numa bateria com três atletas. Mariana Assis foi eliminada, em terceiro. Yolanda (8,75) apurou-se em 2º e Carol (10,50) avançou em 1º.  Nos quartos-de-final, Yolanda Hopkins (9,35) venceu a sua bateria, impondo-se a Mariana Garcia (2ª) e a Giovanna Branco (eliminada, em 3º).

Na primeira fase das meias-finais (duas baterias com quatro atletas cada), Yolanda Hopkins voltou a encontrar Carol Henrique. A surfista algarvia (10,50) venceu a bateria, impondo-se a Carol Henrique (2ª, com 9,35 pontos) e deixando para trás, eliminadas, Leonor Fragoso (3ª) e Mariana Garcia (4ª).

Yolanda Hopkins, à esquerda, com Tânia Oliveira, que derrotou na meia-final 'girl-on-girl' (®MissSumolCup)

Yolanda Hopkins, à esquerda, com Tânia Oliveira, que derrotou na meia-final ‘girl-on-girl’ (®MissSumolCup)

A vitória da algarvia na bateria da primeira fase das meias-finais em Ílhavo precipitou a decisão do titulo nacional. Yolanda evitou o duelo contra Camilla Kemp e forçou ao embate imediato entre as duas líderes do ‘ranking’ nacional. Na segunda fase das meias-finais, com baterias girl-on-girl, Yolanda Hopkins (7,00) venceu o duelo contra Tânia Oliveira (2,60). Na outra meia-final, Carol Henrique derrotou Camilla Kemp e assegurou aí o título nacional por antecipação e o passaporte para a final da etapa (ver notícia).

Na final, Yolanda Hopkins perdeu para Carol Henrique. A surfista algarvia assegurou o 2º lugar na prova, ‘saltando’ para o 11º lugar do ‘ranking’ do Circuito Nacional de Surf Feminino 2016 Liga Moche. A surfista algarvia faltou às duas etapas anteriores, para manter o regime de treinos com John Tranter, do Pig Dog Surf Camp, em São Torpes, focada no circuito pro junior europeu. O regresso da algarvia à liga, hoje, teve um resultado brilhante.

A etapa feminina da Liga Moche hoje disputada no Miss Sumol Cup teve a participação de outra atleta algarvia, Inês Pascoal, do Albufeira Surf Clube. Inês Pascoal não foi feliz na Praia da Costa Nova, tendo sido eliminada logo na primeira ronda, em 3º na sua bateria, com 2,75 pontos feitos no mar. Inês Pascoal concluiu a etapa na 13ª posição e segue no 6º lugar do ‘ranking’ nacional.

A última etapa da Liga Moche será o Cascais Pro, nos dias 6 a 8 de outubro. O Miss Sumol Pro prossegue com uma etapa do nacional feminino de bodyboard, já amanhã, sexta-feira 19 de agosto; e uma etapa do europeu feminino de bodyboard, no fim-de-semana. A algarvia Joana Schenker, bicampeã nacional e europeia de bodyboard, venceu as duas última edições da prova.

 

Comentários