pub

Campeonato Europeu de Formula Windsurfing em Portimão | Dia 3

Falta de Vento Deixa Frota em Terra

Lituanos Minoaugas Kriukelis, Giedrius Liutkus e Arvydas Moliusis passearam por Portimão (®PauloMarcelino)
Lituanos Minoaugas Kriukelis, Giedrius Liutkus e Arvydas Moliusis passearam por Portimão (®PauloMarcelino)
pub

As pranchas à vela ficaram em terra no Dia 3 do Campeonato Europeu de Formula Windsurfing Masters, Juventude e Senhoras 2016. Esta sexta-feira, 20 de maio, o vento não soprou com intensidade mínima suficiente para realizar regatas na Praia da Rocha, Portimão. Os atletas aproveitaram o dia para descansar, confraternizar, passear e desfrutar do clima de verão na praia.

No ‘skippers’ meeting’ desta manhã, pelas 10h00, ficou decidido marcar o primeiro diferimento para as 13h00. O sinal de largada foi adiado para as 16h00 e depois para as 18h00, altura em que a jornada foi cancelada sem ação na água. Cumpriram-se as previsões, que na véspera apontavam já para condições de vento negativas.

Atletas em convívio junto à Praia da Rocha (®PauloMarcelino)

Atletas em convívio junto à Praia da Rocha (®PauloMarcelino)

O vento soprou nos dois dias anteriores, na Praia da Rocha, do quadrante Oeste-Noroeste. Esta sexta-feira, segundo informou a Comissão de Regatas, o vento virou a Sueste e baixou de intensidade, para os 5 ‘knots’. As pranchas de Formula Windsurfing não ‘andam’ com vento inferior a 7 ‘knots’, pelo que não houve hoje condições para a realização de qualquer regata em Portimão.

Os 26 atletas descansaram e alguns passearam um pouco pela cidade de Portimão, mas por pouco tempo, já que tinham de estar perto do secretariado na Praia da Rocha às horas marcadas para os sucessivos diferimentos ao longo da tarde. Foi um dia para recuperar forças, depois de dois dias intensos de regatas, todas elas ganhas pelo local Miguel Martinho (Clube Naval de Portimão),m multicampeão nacional de Formula Windsurfing.

Barco de apoio não se fez ao mar e tripulantes protegeram-se do sol durante a tarde de espera (®PauloMarcelino)

Barco de apoio não se fez ao mar e tripulantes protegeram-se do sol durante a tarde de espera (®PauloMarcelino)

Lituano Giedrius Liutkus Luta pelo Pódio

Em dia de pausa no campeonato, o Swell-Algarve aproveitou para conhecer melhor o lituano Giedrius Liutkus, que na véspera subiu ao 3º lugar da classificação geral e Masters. Liutkus é vice-campeão nacional lituano de Formula Windsurfing e está em Portimão com mais dois compatriotas: Minoaugas Kriukelis, 5º na geral e 4º Master após 7 regatas em dois dias; e Arvydas Moliusis, 12º na geral e único Veterano em prova.

“É a minha primeira vez em Portugal. Estou a gostar muito do calor e do sol. Costumo velejar de fato (de neoprene) e aqui posso andar de calções”, comentou Liutkus, ao Swell-Algarve, depois de um passeio de bicicleta pela cidade de Portimão. O atleta tem 39 anos de idade e foi a grande revelação no segundo dia do campeonato.

Giedrius Liutkus, vice-campeão nacional lituano, acredita que ainda pode chegar ao segundo lugar (®PauloMarcelino)

Giedrius Liutkus, vice-campeão nacional lituano, acredita que ainda pode chegar ao segundo lugar (®PauloMarcelino)

Ontem, quinta-feira, Giedrius Liutkus subiu ao 3º lugar com uma prestação muito consistente.”Estou satisfeito com as três primeiras regatas (3º+5º+2º) de ontem. Na quarta regata (7º) já estava cansado. As regatas aqui são muito longas e o vento é instável”, comentou o lituano. O atleta surpreendeu ontem, sobretudo, porque tinha tido uma prestação menos boa no primeiro dia, quarta-feira. “Cheguei atrasado à primeira largada e escolhi mal a vela para as duas primeiras regatas”, explicou Liutkus.

Giedrius Liutkus foi campeão nacional lituano de FW há três anos (é vice-campeão há dois anos consecutivos) e foi vice-campeão mundial de ‘ice sailing’ (pranchas à vela equipadas com lâminas) há cinco anos; 3º no mundial deste ano. É um atleta com físico imponente e que gosta de vento mais intenso e estável do que aquele que encontrou em Portimão.

O atleta lituano desconhecia o nível dos atletas portugueses. Depois de dois dias de campeonato já estabeleceu um objetivo: “Quero ficar no pódio, pelo menos em 3º lugar, com sorte em 2º”, confessou. Giedrius Liutkus já viu o suficiente para não pensar no assalto ao primeiro lugar do algarvio Miguel Martinho, que tem dominado o campeonato. “Sou realista”, justificou o lituano.

Links

Dia 2

Dia 1

Dia 0

Comentários