pub

Volcom Totally Crustaceous Tour | Praia do Amado, 29 agosto

Martim Magalhães Campeão Rumblefish

Um ano depois da vitória Junior, 'Martim' Magalhães é campeão Pro-Am Rumblefish@Amado. Na imagem em ação durante a meia.-final que venceu de forma dramática (®GansoPhotos)
Um ano depois da vitória Junior, 'Martim' Magalhães é campeão Pro-Am Rumblefish@Amado. Na imagem em ação durante a meia.-final que venceu de forma dramática (®GansoPhotos)
pub

Frederico ‘Martim’ Magalhães sagrou-se campeão Pro-Am no Rumblefish Surf Series, etapa do circuito Volcom Totally Crustaceous Tour, disputada na Praia do Amado, sábado 29 de agosto. Um ano depois de ter conquistado o título Junior, o surfista de Portimão venceu na divisão-rainha e numa final marcada pelo intenso duelo contra o seu amigo e conterrâneo Francisco Duarte.

O Rumblefish@Amado, co-organizado pelo Algarve Surf Clube, marcou o arranque na Europa do Totally Crustaceous Tour e foi recebido na Praia do Amado por períodos de ‘gala offshore’ que permitiram aos surfistas dar espetáculo nas ondas. O evento da Volcom reuniu surfistas talentosos de vários pontos do País e os algarvios destacaram-se com bons resultados. Participaram na prova um total de 101 surfistas, o que obrigou a organização a realizar ‘heats’ de 15 minutos e com 5 atletas cada.

Praia do Amado recebeu o Volcom Rumblefish 2015 com um 'offshore de gala' (®GansoPhotos)

Praia do Amado recebeu o Volcom Rumblefish 2015 com um ‘offshore de gala’ (®GansoPhotos)

Em jogo está a qualificação – com necessidade de dois resultados – para a final mundial do TCT em Trestles, Califórnia, EUA, em junho do próximo ano. Apuram-se para Trestles 3 Pro-Am (20 anos, ou menos, masculinos), 2 Junior (16 anos ou menos), 2 Girls (20 anos ou menos, femininos), 2 Groms (13 anos ou menos) e 1 Squids (10 anos ou menos).

O Rumblefish@Amado 2015 teve vencedores algarvios em 3 divisões. A experiente Yolanda Hopkins (Quarteira) venceu a final Girls em luta apertada com a jovem de 12 anos Concha Balsemão (Carrapateira). João Maria Mendonça (Arrifana) ganhou na divisão Squids, que teve uma rapariga, Maria Balsemão, na final. E ‘Martim’ Magalhães alcançou a vitória na categoria mais competitiva, Pro-Am.

Algarvia Yolanda Hopkins em free surf no Amado depois de ter vencido a final Girls (®GansoPhotos)

Algarvia Yolanda Hopkins em free surf no Amado depois de ter vencido a final Girls (®GansoPhotos)

‘Martim’ Magalhães treinou todos os dias da semana passada no Amado e em vésperas do campeonato confidenciou ao Swell-Algarve que ia ao campeonato “para ganhar”. O surfista de elite FPS, membro da Equipa Nacional Junior, estava motivado e parece ter uma ‘química’ especial com a conhecida praia no concelho de Aljezur.

'Martim' Magalhães campeão Pro-Am Rumblefish@Amado um ano depois de ter sido campeão Junior (®GansoPhotos)

‘Martim’ Magalhães campeão Pro-Am Rumblefish@Amado um ano depois de ter sido campeão Junior (®GansoPhotos)

O surfista de Portimão venceu todos os seus ‘heats’ no Rumblefish@Amado 2015. Nos quartos-de-final, ‘Martim’ Magalhães deixou para trás surfistas conhecidos como o alentejano António Duarte. Na sua meia-final, ‘Martim’ venceu de forma dramática, com duas ‘bombas’ perto do fim, que o catapultaram de 5º para 1º na bateria, ficando aí eliminados os algarvios Tomás Alcobia (3º na bateria) e Jakob Lilienweiss (5º) e o conhecido João Maló (4º).

Na final Pro-Am, contra Francisco Duarte, o regressado Francisco Portas e o ‘super-alentejano’ André Faria; ‘Martim’ Magalhães esteve sempre em apertado duelo contra o seu amigo Francisco Duarte, também surfista de elite FPS, membro da Equipa Nacional Junior e campeão regional Sub-18 do Sul. A final decidiu-se por décimas entre dois ‘scores’ elevados, próximos dos 17 pontos. Francisco pontuou em ‘esquerdas’ e ‘Martim’ respondeu em ‘direitas’, a última das quais deu-lhe a vitória já muito próximo da ‘buzina’.

Francisco Duarte (na imagem em ação na sua meia-final) perdeu por décimas a luta pela vitória na final Pro-Am (®GansoPhotos)

Francisco Duarte (na imagem em ação na sua meia-final) perdeu por décimas a luta pela vitória na final Pro-Am (®GansoPhotos)

O ano passado, ‘Martim’ Magalhães não capitalizou com a sua vitória Junior no Rumblefish@Amado 2014. O surfista algarvio não disputou uma segunda etapa TCT e, como tal, não tentou a qualificação para a final mundial em Trestles. Este ano, ‘Martim’ Magalhães quer tentar a qualificação e está apostado em participar noutra etapa.

Nas divisões Groms e Junior a vitória escapou aos algarvios. Martim Paulino, da Costa de Caparica, venceu a divisão Groms, impondo-se na final a Afonso Antunes, vencedor Squids (Amado e Hossegur) em 2014 e finalista na mesma categoria, na final mundial do ano passado em Trestles. Na categoria Junior, a final foi disputada em condições de gala (um metro ‘offshore’) e foi ganha por Vasco Dinis (Ericeira) em luta direta com João Moreira.

Algarvio João Maria Mendonça venceu a divisão Squids, impondo-se a surfistas de primeira linha, de Cascais e Peniche (®GansoPhotos)

Algarvio João Maria Mendonça venceu a divisão Squids, impondo-se a surfistas de primeira linha, de Cascais e Peniche (®GansoPhotos)

Finais Rumblefish@Amado 2015 

Pro-Am

1. Frederico ‘Martim’ Magalhães (Portimão)

2. Francisco Duarte (Portimão)

3. Francisco Portas (Lisboa)

4. André Faria (Sines)

Junior

1. Vasco Dinis (Ericeira)

2. João Moreira (Carcavelos)

3. Simão Teixeira (Costa de Caparica)

4. Salvador Couto (Porto)

Girls

1. Yolanda Hopkins (Quarteira)

2. Concha Balsemão (Carrapateira)

3. Mafalda Lopes (Cascais)

4. Beatriz Burgos (Costa de Caparica)

Groms

1. Martim Paulino (Costa de Caparica)

2. Afonso Antunes (Costa de Caparica)

3. Joaquim Chaves Jr., ‘Quim Jó’ (Cascais, Campeão Nacional Sub-12 este ano)

4. Sebastião Ramirez (Cascais)

Squids

1. João Maria Mendonça (Arrifana)

2. Santiago Graça (Cascais)

3. Matias Canhoto (Peniche)

4. Maria Balsemão (Carrapateira)

Comentários